Topo

Seu Automóvel

De Monza a Strada: veja seis carros "não populares" que venderam bem

Divulgação
Antes do reinado de 27 anos do Gol, o Monza foi líder de vendas entre 1984 e 1986 Imagem: Divulgação

Vitor Matsubara

Do UOL, em São Paulo (SP)

05/08/2018 08h00

Mesmo longe de serem baratos, modelos frequentaram as primeiras posições do ranking de emplacamentos

O quinto lugar no ranking de vendas de julho foi o melhor resultado conquistado pela Fiat Toro desde seu lançamento em 2016.

Veja mais

Avaliação: VW Passat é um Golf GTI elegante e conectado
Quer negociar hatches, sedãs e SUVs? Use a Tabela Fipe

Inscreva-se no canal de UOL Carros no Youtube
Instagram oficial de UOL Carros
Siga UOL Carros no Twitter

A picape teve 6.226 unidades vendidas, ficando atrás apenas de modelos populares, como o líder Chevrolet Onix, Ford Ka, Hyundai HB20 e Volkswagen Gol.

Mas a Toro não foi o único modelo “não popular” a figurar entre os carros mais vendidos do Brasil. Separamos outros cinco exemplos que se destacaram e até chegaram a assumir a liderança de vendas do país.

Chevrolet Monza

Durante os anos de 1984 a 1986, o Chevrolet Monza foi o carro mais vendido do Brasil. Lançado em 1982, o Monza eram modernos e bem equipados.

Some a isso à chegada do motor 1.8 a álcool e você entenderá como o carro dominou a indústria automobilística brasileira por três anos consecutivos. Em tempo: apenas em 1987 é que o Monza foi desbancado pelo VW Gol, que dominou o mercado nacional por 27 anos.

Fiat Tipo

Divulgação
Tipo foi sucesso de vendas, mas caiu no ostracismo após casos de incêndio Imagem: Divulgação

Poucos carros viveram momentos tão distintos em tão pouco tempo como o Fiat Tipo.Lançado no Brasil em 1993, o hatch médio rapidamente caiu nas graças do público e viveu sua melhor fase em 1995. Mesmo importado da Europa, o modelo era vendido por um preço atraente, a ponto de conseguir bater o Volkswagen Gol por 1.785 unidades em janeiro daquele ano.

O “queridinho” da Volkswagen voltaria ao topo no mês seguinte (e lá permaneceria até 2015), mas a façanha ficou eternizada na história da indústria automobilística.

Já o Tipo foi nacionalizado em 1996, tornando-se o primeiro carro brasileiro a sair de fábrica com airbag para o motorista. Porém, foi o modelo importado que decretou o fim da linha para o Tipo devido a vários casos de incêndio em unidades importadas. O problema acontecia por uma falha de projeto que fazia o fluído hidráulico cair sobre o coletor de escape do motor.

A Fiat até fez dois recalls para tentar amenizar o problema, mas a imagem do modelo já estava literalmente queimada (desculpem o trocadilho infame) e o Tipo saiu de cena em 1997.

Fiat Strada

Murilo Góes/UOL
Veterana Strada já foi o carro mais vendido em março de 2015 Imagem: Murilo Góes/UOL

A Toro não foi a primeira picape da Fiat a aparecer nas primeiras posições do ranking de emplacamentos da Fenabrave. A Strada conseguiu um feito ainda mais surpreendente em março de 2015: a picape leve emplacou 9.946 unidades, superando Chevrolet Onix (9.548 emplacamentos) e Fiat Palio (9.232 veículos vendidos), que retomaria a ponta no mês seguinte. Entretanto, a liderança do ano mudaria de mãos novamente no fim daquele ano, passando para o Chevrolet Onix -- que permanece no topo até hoje.

Toyota Corolla

Murilo Góes/UOL
Corolla é figurinha carimbada no top 10 de emplacamentos Imagem: Murilo Góes/UOL

Corolla no top 10 não é novidade há tempos. É verdade que o modelo da Toyota já teve desempenho melhor, mas ele ainda lidera com folga o segmento de sedãs médios e é um dos poucos “intrusos” na lista dominada majoritariamente por carros populares. De janeiro a julho de 2017, o sedã acumula 32.917 unidades emplacadas, ficando em décimo lugar.

Jeep Compass

Murilo Góes/UOL
Compass logo virou o SUV mais querido do país Imagem: Murilo Góes/UOL

Provavelmente nem a Jeep acreditava que o Compass seria o carro mais bem vendido da marca no Brasil. Mesmo custando a partir de R$ 99.990 na época de seu lançamento (ocorrido em 2016), o SUV médio deixou o Renegade para trás, e hoje também figura entre os 10 modelos mais vendidos do país. O Compass foi o oitavo modelo mais emplacado no primeiro semestre deste ano com 33.553 unidades.

Volkswagen Polo

Murilo Góes/UOL
Polo é o quarto modelo mais emplacado do Brasil em 2018 Imagem: Murilo Góes/UOL

O Volkswagen Polo é um caso feliz de lançamento que começou com o pé direito. Mesmo custando a partir de R$ 50.670 na versão de entrada MPI, o hatch rapidamente se firmou no top 5 para não sair mais de lá. No semestre, o Polo é o quarto modelo mais vendido do Brasil (e o campeão de emplacamentos da VW) com 39.966 unidades, à frente até do próprio Gol.

Mais Seu Automóvel