Testes e lançamentos

Volvo XC60 de R$ 260 mil consegue ser SUV de luxo mais vendido do Brasil?

TVUOL
Volvo XC60 Inscription: metal trabalhado, madeira real, couro premium e muito silêncio a bordo Imagem: TVUOL

Eugênio Augusto Brito

Do UOL, em São Paulo (SP)

21/11/2017 13h46

Já sabemos que a segunda geração do Volvo XC60, lançada no último mês de agosto, vem recheada de itens de conforto, estilo e tecnologia difíceis de serem igualados por rivais. UOL Carros mostrou isso no "Por Dentro: Volvo XC60 R Design", que você pode assistir aqui. Mas isso é o bastante para ser líder de SUVs de luxo, desbancando Land Rover Discovery Sport e companhia?

Para ampliar os argumentos, avaliamos por uma semana a versão intermediária Inscription, que custa R$ 259.950 e a própria Volvo elenca como a mais interessante do catálogo. O resultado da avaliação está no vídeo que encabeça a reportagem e também pode ser visto em nosso canal no YouTube.

Sim, é um valor salgado mesmo para o segmento médio de luxo, mas provocamos ainda mais os ânimos: basta lembrar que o XC60 estreou em 2009 (em sua primeira geração), no Brasil e no mundo, com a mesma proposta de ser carregado de tecnologia, mas também custando mais caro que os rivais por conta disso. E, ainda assim, aquele Volvo XC60 2009 alcançou a liderança do mercado de luxo e ditou tendência... . Até ser desbancado pelo Discovery Sport, em 2015.

É por isso que a Volvo mira o próprio Discovery Sport, Range Rover Evoque e até BMW X3 em seu plano de retomada de posição. Mas o mercado agora tem ainda mais opções, inclusive de marcas que não são de luxo: Jeep Compass, o mais vendido no geral (incluindo SUVs pequenos), Chevrolet Equinox (recém-chegado e com tamanho equivalente) e, claro, o Peugeot 3008 (bem recheado) têm com pacote interessante de itens (ainda que não tão vasto) pela metade do preço do Volvo.

Veja mais

+ Por dentro do Volvo XC60: luxo sem arrogância
Especial: como é feito um carro no Brasil

Quer negociar hatches, sedãs e SUVs? Use a Tabela Fipe
Inscreva-se no canal de UOL Carros no Youtube
Instagram de UOL Carros
Siga UOL Carros no Twitter

Detalhes do Volvo XC60

+ Preço da versão Inscription: R$ 259.950
+ Comprimento: 4,68 m
+ Entre-eixos: 2,86 m
+ Porta-malas: 495  litros
+ Motor: T5 (2.0 turbo, gasolina)
+ Força: 257 cv, 35,5 kgfm
+ Câmbio: 8 A/T

O que ele tem

De fato, o noco XC60 é um dos modelos mais bonitos do mercado, por fora e principalmente por dentro. Cores, estilo, escolha de materiais, gama de tecnologias empregadas para conectividade, segurança, assistência ao motorista e, sobretudo, conforto a bordo permitem uma cabine com quase "zero" barulho.

Aço de verdade, madeira de verdade com estilo "craft" e quase nada de plástico duro criam um dos melhores conjuntos do mercado. Fica difícil para qualquer rival neste quesito, mas curiosamente a versão intermediária é a mais classuda.

Há ainda bom espaço e conforto para cinco adultos ou três adultos e até duas criança, com quase 500 litros de porta-malas.

Claro, todos sabemos que o Volvo XC60 é um dos poucos modelos a poder se gabar de ser, já agora, quase perfeito nos comandos semi-autônomos de detecção de pedestres, animais no entorno da pista, outros carros e também na assistência que pode movimentar volantes, freio e acelerador por conta, desde que pré-programados. 

Só uma motorização

Claro, o motor Drive-e (chamado neste pacote de T5, indicando um quatro-cilindros 2.0 turbo, a gasolina, com 257 cavalos, 35,5 kgfm, aliado a câmbio automático de oito marchas), é muito avançado, é tido como um dos mais eficientes da Europa, é nota A na categoria aqui no Brasil (segundo o Inmetro), e proporciona boas respostas, apesar de ter uma pequena demora em saída na cidade (sem semáforos, por exemplo).

Mas é opção única, enquanto os rivais dão opção de motores maiores e mais fortes -- incluindo a diesel. Este último, aliás, será opção apenas no próximo ano, deixando o híbrido para um período ainda mais distante. É a mesma estratégia usada no final do ciclo da geração anterior e, de novo, pode atrapalhar os planos da Volvo.

No fim, ficaria difícil, com tanto conteúdo, contestar o preço. Mas a marca não vende bem e poderia ter deixado a mão mais leve justamente para retomar sua fatia de mercado. Todos os rivais têm opções cerca de 10% mais em conta, mesmo sendo menos tecnológicos, espaçosos, confortáveis, bonitos e /ou seguros. Além disso, são marcas reconhecidas, enquanto a Volvo encolheu no Brasil -- e ficou marcada por isso. Com tudo isso, mesmo tendo um carro que quase anda por si, o cliente vai topar pagar mais? Os números da Fenabrave mostram crescimento da Volvo, mas ainda com larga desvantagem para Land Rover. É preciso levar em conta, porém, o "fator Compass/Equinox/3008" citado acima, que pode tirar qualquer movimento de modelos mais caros.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Testes e lançamentos

Topo