Topo

Salão de Detroit

Salão de Detroit mostra lado global e "real" em 2018; veja top 10 do evento

Jim Watson/AFP
Nova geração do Volkswagen Jetta foi considerada uma das atrações mais importantes do evento -- e também para o Brasil Imagem: Jim Watson/AFP

André Deliberato

Do UOL, em Detroit (EUA)

21/01/2018 04h00

Tradicionalmente o primeiro Salão do Automóvel de todos os anos, o Salão de Detroit costuma ser exagerado. Não em tamanho, até porque ele acontece sempre no mesmo pavilhão (o Cobo Center, no centro de Detroit), mas no tamanho dos produtos apresentados.

Na prática, o "Naias" (de North American International Auto Show) costuma reunir protótipos de super  SUVs de sete lugares e/ou picaponas monstruosas, típicas do gosto peculiar demasiado do cidadão norte-americano.

Veja mais

Jetta 2019 cresceu e será visto no Brasil ainda este ano
BMW X2: baixinho deve fazer sucesso no Brasil
Inscreva-se no canal de UOL Carros no Youtube

Instagram de UOL Carros
Siga UOL Carros no Twitter
Quer negociar hatches, sedãs e SUVs? Use a Tabela Fipe

Este ano a história não seguiu este roteiro. Obviamente o Salão mostrou o que o público local gosta de ver (Chevrolet Silverado 2019, RAM 1500 e Mercedes Classe G estão aí para provar isso), mas seu grande foco foi em produtos globais e de dimensões compactas (médias para nós), todas já em sua versão final de produção -- ou seja, menos conceito, mais carro de verdade.

E não foi só isso: dos 10 carros mais importantes do evento na opinião de UOL Carros, nada menos que seis deles devem pintar nos próximos meses ou anos no Brasil. Confira abaixo o top 10 do Salão de Detroit 2018.

Os 10 carros mais importantes de Detroit 2018

  • Volkswagen Jetta

    Novo desenho, porte maior, plataforma atualizada... eis a totalmente nova geração do Volkswagen Jetta, que a marca apresenta no Salão de Detroit 2018. Não só um dos carros mais importantes do Salão, o sedã também é o mais importante para o mercado brasileiro, com previsão de apresentação para o Salão de SP, em novembro, e estreia no ano que vem. Leia mais

  • André Deliberato/UOL

    BMW X2

    A BMW finalmente apresentou de forma oficial a versão de produção do X2, crossover que era esperado para o Salão de Frankfurt, em setembro do ano passado. Baixinho e menor que o X1, tem tudo para ser sucesso no mundo todo, Brasil incluído, por conta do tamanho compacto (subcompacto nos Estados Unidos) e visual muito arrojado. Tem grandes chances até de ser feito em nosso país. Leia mais

  • Hyundai Veloster

    O polêmico cupê de três portas da marca sul-coreana ressurgiu no evento, depois de anos de especulação sobre ele não ter uma segunda geração. O novo Veloster quer acabar de vez com polêmicas e brilhar com um modelo realmente esportivo, tanto que agora tem até versão esportiva para peitar o Golf GTi. Para o Brasil, por enquanto, não há qualquer tipo de confirmação de chegada -- a Caoa, importadora oficial da Hyundai, no entanto, não descarta sua importação e diz que o modelo está em fase de "estudo". Leia mais

  • André Deliberato/UOL

    Audi A7

    Totalmente nova geração do sedã-cupê Audi A7 foi a grande estrela da marca alemã em Detroit -- depois de a empresa apresentar conceitos de carros autônomos e o novo A8 em Frankfurt, no ano passado. Modelo será lançado na Europa e no país norte-americano neste primeiro semestre e deve chegar ao Brasil até o final do ano. Leia mais

  • Jewel Samad/AFP

    Ford Mustang Bullitt

    Para celebrar os 50 anos do filme "Bullitt", a Ford desenvolveu uma versão especial do atual Mustang em homenagem ao carro utilizado nas gravações do longa, em 1968. Ninguém menos que a atriz Molly McQueen -- neta de Steve, protagonista do filme -- fez a apresentação do modelo. Não foi "só isso": a Ford ainda conseguiu colocar no palco, lado a lado com o Bullitt 2018, uma das unidades utilizadas nas gravações do filme. Leia mais

  • Divulgação

    Chevrolet Silverado

    Sem tanta importância para o brasileiro, a nova geração da Silverado é talvez o carro mais importante do evento para o público norte-americano. A grande rival da Ford F-150 (veículo mais vendido nos EUA) foi totalmente reformulada e apresentada no evento com design totalmente reformulado e mais retilíneo, além de até 200 kg mais leve, dependendo da versão. Leia mais

  • André Deliberato/UOL

    Kia Cerato

    Sedã mais importante da Kia até hoje no Brasil, o Cerato (chamado de Forte nos Estados Unidos) ganhou uma nova geração no evento, com estilo alemão mais arrojado e... conjunto mecânico comedido: um 2.0 de 149 cv e câmbio CVT. O desenho é inspirado no cupê de luxo Stinger. A filial brasileira da Kia, representada pelo Grupo Gandini, ainda não confirma a chegada do novo Cerato em nosso país, mas há chances de ele estar no Salão de SP, em novembro. Leia mais

  • Murilo Góes/UOL

    Ford Ranger

    A Ford também apresentou a Ranger em sua configuração para o mercado norte-americano, que será vendida por lá no começo de 2019. Lembra mais os modelos locais (bem mais equipados) do que a Ranger australiana, que serve de base para a nossa vendida no Brasil, feita na Argentina. Leia mais

  • Newspress

    RAM 1500

    Para não deixar a Chevrolet Silverado ter vida fácil, a RAM (divisão de picapes do grupo FCA) mostrou a nova geração da 1500, seu modelo de menor capacidade de carga entre modelos grandes -- atualmente, a RAM vendida no Brasil é a 2500. Assim como a concorrente, a RAM 1500 teve boa redução de peso (cerca de 100 kg) e melhorou em aerodinâmica. A FCA do Brasil cogita sua importação (e tem "muita vontade", segundo executivos da marca), mas sua chegada por aqui ainda não tem data definida. Leia mais

  • Scott Olson/Getty Images/AFP

    Mercedes-Benz Classe G

    A Mercedes convidou Arnold Schwarzenegger para apresentar o novo Classe G. A nova geração do jipaço manteve o visual "retrô" como forma de preservar o DNA do modelo, criado em 1979, mas esse estilo "retrô" fica só na aparência. Como o próprio chefão da Daimler-Benz (controladora da Mercedes), Dieter Zetsche, afirmou durante a revelação do modelo, apenas três peças do antecessor foram mantidas no projeto novo -- sendo uma delas a maçaneta da porta. De resto, tudo é novo, tecnológico e classudo.. e nada é, de fato, rústico. Leia mais

Fonte: UOL Carros

Mais Salão de Detroit