Topo

Testes e lançamentos


Renault Alaskan não será lançada em 2019 por causa da crise na Argentina

Alessandro Reis

Do UOL, em São Paulo

2019-04-19T07:00:00

19/04/2019 07h00

Resumo da notícia

  • Primeira picape média da marca francesa não tem previsão de chegada
  • Previsão é que divida produção no país vizinho com a Frontier
  • Instabilidade econômica argentina inviabiliza lançamento agora, diz fonte

A Renault Alaskan não vai estrear no Brasil em 2019. A informação é de fonte inteirada das atividades da marca francesa, revelada em conversa com a reportagem de UOL Carros.

De acordo com a fonte, a primeira picape média da marca francesa está pronta para ser produzida na fábrica da Renault em Córdoba, na Argentina, de onde viria para cá. O que impede sua estreia aqui neste momento é justamente a forte crise econômica por que passa o país vizinho, com inflação alta, flutuação do câmbio e o recentemente anunciado congelamento de preços.

Com isso, cresce a chance da Renault esperar pela reestilização de meia-vida da Alaskan para, só então, voltar a pensar em trazê-la ao mercado brasileiro. O projeto da Alaskan é da safra 2015/2016, com meia-vida prevista para o final de 2020.

"Não é o momento"

Segundo o informante, a Renault está atenta, em compasso de espera. "O produto está pronto, e a linha de montagem também. Porém, o momento é de incertezas na Argentina, com mudanças nos preços a cada dia".

Seria temerário lançar um modelo em segmento aquecido e no qual a Renault não tem expertise, o de picapes médias. Além disso, um modelo similiar demais, a Nissan Frontier, está em momento de amadurecimento no mercado com a chegada do modelo fabricado justamente na Argentina. Frontier, Alaskan e também a Mercedes-Benz Classe X fazem parte do mesmo projeto.

A Duster Oroch não conta exatamente como experiência para a Renault, uma vez que compete em segmento inferior ao da Alaskan e, ainda assim, não vai bem na conta contra a Fiat Toro, por exemplo, embora entregue o que a marca se dispõe a colocar no mercado.

"A Renault é nova nesse segmento [de picapes médias], que tem muitos concorrentes no Brasil, e não vai lançar a Alaskan de forma açodada", afirmou. "Além disso, o país já tem a Nissan Frontier, prima da Alaskan", completou a fonte

O que ela tem

Assim como a Frontier, a Alaskan conta com propulsor 2.3, também turbo e abastecido com diesel, com especificação para render 160 cv ou 190 cv, gerenciado por transmissão manual de seis marchas ou automática de sete velocidades. Visual é interessante, por lembrar os modelos europeus da Renault -- a picape é vendida na Europa desde 2017. Na América do Sul, é fabricada e vendida na Colômbia, onde estreou em 2016.

Apesar de ainda distante das concessionárias brasileiras, a picape média da Renault fez discreta aparição em novembro passado no Salão do Automóvel de São Paulo, exibida em um canto do estande da fabricante. Na ocasião, o utilitário apareceu somente após os dois dias dedicados à cobertura de imprensa.

Renault Alaskan chega bem... ou chega tarde? Assista

UOL Carros

Mais Testes e lançamentos