Topo

Testes e lançamentos

Este é o novo Chevrolet Prisma; no Brasil, terá só motores 3-cilindros

Auto Home
Imagem do Chevrolet "New Prisma" ou Onix Sedan vaza na China Imagem: Auto Home

Leonardo Felix, Fernando Calmon

Do UOL, em São Paulo (SP)

16/10/2018 13h14Atualizada em 16/10/2018 21h54

Modelo estreia entre 2019 e 20 com plataforma global e uma nova família tricilindro de motores, chamada "CSS Prime"

Em tempos de integração de informações por internet fica difícil manter qualquer informação a sete chaves. A General Motors do Brasil, por exemplo, já não conseguirá fazer mais tanto segredo em relação às novas gerações de Onix e Prisma, que serão reveladas oficialmente no fim de 2019.

Quem acabou com o mistério foi o site chinês "Auto Home", que teve acesso ao registro de patentes do país asiático e publicou nesta terça-feira (16) como ficará o visual do futuro sedã.

Veja mais

GM já fez 1 milhão de Onix; por que vende tanto?
Quer negociar hatches, sedãs e SUVs? Use a Tabela Fipe
Inscreva-se no canal de UOL Carros no Youtube
Instagram oficial de UOL Carros
Siga UOL Carros no Twitter

E qual o interesse de um meio de comunicação chinês no projeto? Já é sabido que os futuros Onix e Prisma serão carros globais, desenvolvidos a partir da plataforma modular GEM, cuja origem remonta à fabricante chinesa SAIC.

Por isso mesmo, serão vendidos em diversos outros mercados além da América do Sul, incluindo o próprio país de Mao Tse Tung. Ainda de acordo com "Auto Home", o três-volumes será conhecido por lá não como Prisma, mas sim como "Onix Sedan".

Auto Home
Traseira do "New Prisma" remete bastante à do "sedãzão" americano Malibu Imagem: Auto Home

CSS Prime: uma família tricilindro

Se o visual tem tudo para ser padronizado -- com eventuais perfumarias acrescentadas pelas divisões de design de cada país --, motorização receberá adptações mais substanciais para o mercado brasileiro.

Enquanto Onix e Prisma chineses contarão com motores 1.3 naturalmente aspirado de 103 cv e 1.0 turbo de 116 cv, por aqui a aposta será em uma nova família de propulsores totalmente nova, a ser produzida em Joinville (SC). UOL Carros apurou que se trata de um quarteto de motores, todos 3-cilindros e conhecidos internamente pelo codinome "CSS Prime" (sendo "CSS" uma sigla em inglês que significa, em tradução livre, algo próximo a "Estratégia de conjunto de cilindros").

Toda a lista de compactos construída a partir da matriz GEM, incluindo os próximos Onix e Prisma, usará duas ou três dessas quatro unidades: 1.0 aspirada, próxima a 90 cv e substituta da atual 1.0 4-cilindros SPE/4; 1.0 turbo, com aproximadamente 120 cv e ocupando posição inédita na gama; 1.2/1.3 aspirada, perto de 105 cv e entrando no lugar do motor 1.4 4-cilindros SPE/4; 1.2/1.3 turbo, aproximando-se de 150 cv como opção ao 1.4 4-cilindros turboflex da família Ecotec.

Enquanto as três primeiras opções estrearão no fim de 2019, junto com a nova dupla de compactos, o propulsor 1.2/1.3 turbo será deixado para a segunda metade de 2020 e deve estrear junto com um SUV. Todos eles serão flex. A unidade de 1 litro, seja aspirada ou turbo, é derivada de um motor 3-cilindros de origem Opel com simplificações. Já o 1.2/1.3 é um projeto inédito e, em seu caso, ainda não está claro se sua capacidade cúbica será oficialmente determinada como 1,2 ou 1,3 litro.

Caixas de câmbio devem ser mantidas: manual ou automática de seis marchas.

Auto Home
Site chinês não economizou na montagem com os detalhes do "New Prisma": grade, recorte do para-choque frontal, retrovisores externos, caimento do teto, pelo menos três opções de rodas, lanternas, para-choque traseiro e até um teto solar. Será que teremos tudo isso no Brasil? Imagem: Auto Home

Como será o novo Onix

A imagem que abre esta reportagem adianta praticamente tudo sobre o visual "frente e verso" da terceira geração do Prisma. Consequentemente, mostra como será também a dianteira da segunda geração do irmão Onix.

Tanto hatch quanto a derivação três-volumes beberão bastante da fonte do atual Cruze na porção dianteira, e aqui não estamos falando nem do que é vendido atualmente em nosso mercado, mas sim do que já foi reestilizado nos Estados Unidos e deve aportar por aqui só em 2019, contando com uma grade bastante ampla. Já a traseira do sedã se assemelha com a de um sedã ainda maior que o Cruze, o Malibu, vendido nos EUA.

É possível perceber, ainda, como alguns detalhes do protótipo do "New Onix" flagrado em primeira mão por UOL Carros batem com elementos das imagens vazadas, especialmente o formato dos retrovisores externos, o caimento do teto e as dimensões aparentemente avantajadas no comparativo com os compactos oferecidos nos dias de hoje pela GM do Brasil.

Ainda de acordo com o site chinês, o "New Prisma" terá 4,47 metros de comprimento e 2,60 m de entre-eixos. São, respectivamente, 20 cm e 7 cm a mais em relação ao atual Prisma oferece nessas duas dimensões. Tal informação reforça que as novas gerações terão porte substancialmente maior e, portanto, poderão conviver harmoniosamente com as atuais nas versões Joy).

No caso do três-volumes, UOL Carros entende que o modelo também ocupará o espaço pertencente hoje ao Cobalt, cujo destino aparentemente inevitável será a aposentadoria. Tanto o New Onix quanto o New Prisma serão fabricados em Gravataí (RS).

Mais Testes e lançamentos