Testes e lançamentos

VW tira Gol de São Bernardo e abre alas ao Polo, que chega no fim do ano

Divulgação
Antes dividido entre duas fábricas, Gol passará a ser produzido somente em Taubaté Imagem: Divulgação

Alessandro Reis

Colaboração para o UOL, em Taubaté (SP)

05/07/2017 18h32

Marca anunciou mudança em evento para comemorar 8 milhões de Gol feitos no Brasil desde a criação do pequeno hatch

A Volkswagen comemorou nesta quarta-feira (5), na fábrica de Taubaté (SP), 8 milhões de unidades do Gol produzidas desde o lançamento do hatch compacto, em 1980. À época o modelo chegava para substituir o Fusca como carro de entrada da montadora alemã.

O evento seguiu o protocolo já conhecido: tradicional foto com funcionários, executivos e políticos ao lado da unidade que simboliza a marca alcançada -- no caso um Gol Track branco.

O que mais chamou a atenção, porém, foi o anúncio feito na sequência. A partir deste mês o Gol passa a ser produzido somente em Taubaté, para abrir as linhas de São Bernardo do Campo (SP) à nova geração do Polo e ao sedã Virtus, ambos derivados de uma nova plataforma, a MQB A0.

A Volkswagen já havia confirmado a produção desses dois modelos no ABC paulista. "A fábrica de São Bernardo vai se concentrar na nova plataforma, enquanto Taubaté, que foi modernizada há cerca de três anos para receber o up!, vai aproveitar suas novas competências e capacidades para a montagem do Gol", declarou o presidente da marca no Brasil, David Powels.

Veja como ficou a sexta geração do Polo

Gol vai, Saveiro fica

Se antes a produção do Gol era dividida entre os dois complexos, agora volta a ocorrer com exclusividade na fábrica do interior paulista, ao lado de Voyage e Saveiro (criados sobre a mesma base), além do up!. Não deixa de ser um retorno às origens, já que Taubaté produz o hatch de forma ininterrupta desde o lançamento, há 37 anos. O compartilhamento com São Bernardo ocorria desde 1994.

Com as linhas de Gol e Polo limitadas a uma fábrica cada, fica evidente a expectativa de que nenhum dos modelos deve ter volumes estrondosos de vendas. Isso vai ao encontro do que UOL Carros afirmou na apresentação global do Polo 6, em junho: para a Volks, a partir de agora, o importante será bater GM e Fiat no segmento de hatches compactos somando as vendas de Gol, up!, Fox e Polo, e não mais contando com um best seller isolado.

Outra informação interessante é que a picapinha Saveiro continuará com uma linha dedicada a ela em São Bernardo. Poderia ser um indicativo de que a fabricante já "guarda lugar" para a nova geração do utilitário, que também será gerada a partir da plataforma MQB A0, em 2019. Executivos desconversam sobre o assunto.

Quando Polo e Virtus chegam

Também conforme adiantado por nossa reportagem, em março, a montagem da próxima geração do Polo no complexo da Anchieta começou no dia 1º deste mês. "Já há unidades sendo feitas em sistema pré-série [fase de testes finais das máquinas] em São Bernardo", revelou Powels.

O chefão também apontou: lançamento será entre novembro e dezembro. Já o sedã derivado, denominado Virtus, surgirá nas ruas "entre o primeiro e o segundo trimestres de 2018", nas palavras do presidente.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Testes e lançamentos

Topo