Salão de Genebra

Descolado do Gol, Polo volta ao Brasil este ano e traz sedã, picape e SUV

Divulgação/Volkswagen
Esqueça o sedã esportivo Arteon: o carro que importa na imagem para nós, brasileiros, é o Polo, mostrado virtualmente Imagem: Divulgação/Volkswagen

André Deliberato e Fernando Calmon

Do UOL, em São Paulo (SP) e Genebra (Suíça)

Gol não terá nova geração e seguirá como modelo de entrada da VW

Muita especulação tem sido criada em cima dos próximos lançamentos da Volkswagen, mas os rumos e a nova direção da fabricante começam a ficar mais claros depois do Salão de Genebra deste ano.

A equipe de UOL Carros e o especialista Fernando Calmon trazem em primeira mão uma notícia exclusiva: em 1º de julho entra em operação, na fábrica de São Bernardo do Campo (SP), a produção das primeiras unidades do novo Polo, que será mostrado mundialmente em setembro, no Salão de Frankfurt. As vendas devem começar entre outubro e novembro.

Você não leu errado: o carro que será revelado mundialmente em um dos maiores salões do mundo será lançado praticamente ao mesmo tempo no Brasil, possivelmente algumas semanas depois. Em seguida, a Volks deve reunir suas forças para apresentar a configuração sedã, que irá se chamar Virtus.

Divulgação/Volkswagen
Virtus será o sucessor do Polo Sedan no Brasil e posicionado abaixo do Jetta; vendas começam no início de 2018 Imagem: Divulgação/Volkswagen

Nova base

Polo e Virtus brasileiros serão inteiramente feitos sobre a nova arquitetura de ponta da marca, MQB A0, uma plataforma modular compacta que já serve de base na Europa para o Seat Ibiza (na Espanha) e dará vida ao Polo alemão e brasileiro.

Inicialmente, esperava-se que a MQB A0 desse origem ao próximo Gol, mas os planos reais são outros: a base de construção dessa arquitetura de ponta está em fase final de instalação na sede da marca, em São Bernardo do Campo (SP), no espaço onde era feito o Jetta nacional -- daí a decisão da marca de voltar a fazer o sedã médio apenas no México.

Vale ficar atento: esta mesma base MQB A0 será também responsável pela produção de uma picape e um SUV pequeno. Ainda não há confirmação, mas estes deverão ser os substitutos de Saveiro e Fox, respectivamente, fazendo a Volkswagen finalmente entrar na briga com modelos como Renault Duster Oroch e Fiat Toro (ambas com quase dois anos de mercado), bem como no nicho a ser criado em algumas semanas pelo Honda WR-V.

Com essas novidades, a Volkswagen esperar recuperar a liderança do mercado brasileiro nos próximos dois anos. As vendas do Virtus devem começar no início de 2018. SUV virá em seguida e por último nova Saveiro.

Com isso, o Gol continuará sendo o carro de entrada da marca no país, na frente do up!, e pode receber uma leve repaginada no modelo 2018, sem qualquer alteração de plataforma. O programado facelift está nos planos da planta de Taubaté (SP).

Procurada, a Volkswagen do Brasil não confirma as informações e diz que não comenta sobre suas estratégias de mercado.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Topo