Carros

VW "deixa escapar" foto do painel do novo Gol; saiba tudo que muda

Divulgação
Fox é provedor do novo Gol: central que espelha celulares e outros elementos vêm dele Imagem: Divulgação

Leonardo Felix

Do UOL, em São Paulo (SP)

11/02/2016 12h45Atualizada em 11/02/2016 19h35

A Volkswagen divulgou, na manhã desta quinta-feira (11), a imagem do painel de um novo veículo que a fabricante está prestes a lançar. Embora a nota não diga qual o modelo, UOL Carros pode afirmar que se trata da reestilização da família Gol (hatch) e Voyage (derivação sedã), que será apresentada em 22 de fevereiro.

Este é o segundo facelift que a atual geração do Gol sofrerá, contrariando a receita de se fazer apenas uma reestilização antes de partir para nova geração. O hatch só deve ser totalmente renovado em 2018, utilizando plataforma global -- possivelmente a MQB (de Golf e Audi A3 Sedan), ou mesmo a NSF (do up!).

A foto confirma o que nossa reportagem já havia apurado em abril do ano passado: o ex-campeão de vendas do Brasil, por 27 anos seguidos, vai ficar mais conectado. Ao interior do Gol (e também do Voyage) será integrado o sistema multimídia App-Connect, já presente na linha 2016 do Fox. Ele é capaz de espelhar, na central digital tátil, o conteúdo presente na tela de celulares compatíveis com as interfaces Android Auto, Apple CarPlay e MirrorLink.

Serão duas opções de sistema: o Composition Touch, de 5 polegadas e limitado ao pareamento via Android Auto e MirrorLink (voltado a versões intermediárias), e o Composition Media, de 6,5 polegadas e compatível também com a plataforma da Apple (reservado às versões de topo). 

Central é a mesma do Fox; conheça em detalhes

O que mais muda

Haverá outras mudanças na disposição do painel: conforme mostrado pela fotografia, as saídas de ar deixarão de ser arredondadas e passarão a ostentar formato trapezoidal. Botões de pisca-alerta, travamento dos vidros elétricos traseiros e desembaçador passam a ficar abrigados numa só peça, acima da central de entretenimento. A partir desses comandos para baixo, aliás, o console é praticamente todo transplantado do Fox, incluindo os seletores do ar-condicionado manual.

O que a imagem não mostra é que o volante de base semiachatada e o quadro de instrumentos com tela central digital também serão baseados nos do hatch altinho (que por sua vez tem inspiração no Golf). A predominância do acabamento será do cinza escuro, mas algumas versões oferecerão como opção uma faixa central do painel em tom contrastante, como no up!. Informantes apontam ainda um nicho específico para integrar o aparelho celular ao painel do carro, já com conexão exclusiva (elétrica e de conectividade), a exemplo do que acontece com a central multimídia Maps&More, também do up!.

E a cara dele?

Por fora não haverá alterações drásticas em visual ou dimensões, segundo nossa apuração. Este novo modelo mostrará apenas um face-lift para o carro atual. A Volkswagen deve apostar em grade um pouco mais afilada, faróis alongados e vincos bem mais sobressalentes nas laterais e na traseira, para aumentar a sensação de robustez e arrojo do Gol.

Na parte de motorização, o 1.0 4-cilindros e 8V será aposentado e, em seu lugar, as versões mais baratas contarão com o 3-cilindros flex de 12V já usado por Fox e up!, de 75/82 cv (gasolina/etanol), sempre acoplados à transmissão MQ200 manual de cinco marchas. Já as versões 1.6 intermediárias manterão o antigo motor 1.6 de 8V da família EA111 (101/104 cv), gerenciados por câmbio manual ou automatizado de embreagem única (I-Motion). O novo propulsor 1.6 MSI, DE 16v e 120 cv, continuará reservado às versões de topo, assim como a transmissão manual de seis velocidades.

Não há informações sobre um possível Gol turbo já nesta leva, com o motor 3-cilindros 1.0 turbo do up! TSI (101/105 cv de potência com gasolina/etanol e 16,8 kgfm de torque). Resta a torcida por esta que seria a configuração mais interessante para o modelo, neste momento, na opinião de UOL Carros.

Assim, fica pergunta: estas alterações serão suficientes para recolocar o Gol no topo do mercado brasileiro? A missão é difícil. O antigo best seller nacional fechou 2015 como o sexto carro mais vendido do país, mais de 40 mil unidades abaixo do líder, Chevrolet Onix (segundo a Fenabrave, associação dos concessionários). No fechamento de janeiro deste ano o compacto sequer ficou entre os 10 primeiros: terminou em 11º, com 3.942 emplacamentos.

Até o Fox vende mais que o Gol; entenda por quê

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo