Carros

Novo Gol chega em 2016, maior e mais equipado, por R$ 36 mil

André Deliberato

Do UOL, em São Paulo (SP)

07/04/2015 08h00

O próximo Gol já tem data para chegar ao mercado: 2016. Segundo uma fonte ligada à marca, ele sofrerá mudanças no visual e no interior, mas sem trocar de plataforma -- ou seja, a exemplo do ocorrido com o Fox, passará por um segundo facelift, sem estrear ainda uma nova geração. Seu nicho de mercado, porém, vai mudar: deixará de ser a opção de entrada da Volkswagen, que ficará totalmente a cargo do up!, inclusive na venda para frotistas, para ocupar vagas do segmento acima. É estratégia parecida, mas não idêntica, ao enriquecimento feito pela Ford à nova geração do Ka, no ano passado. 

Com a recente perda da primeira colocação no ranking de vendas após 27 anos na liderança -- causa não apenas pelo avanço da concorrência, mas sobretudo pela aposentadoria do Gol "G4" no começo de 2014 --, a Volkswagen já assimilou que o Gol não é, nem voltará a ser de forma fácil, o campeão de outros momentos.

Com isso, se libera para fazer um modelo maior e mais requintado, desenvolvido para brigar com rivais que se modernizaram justamente para enfrentá-lo. A ideia é reagir usando as mesmas armas de Chevrolet Onix, Renault Sandero e o próprio Ford Ka. Repare no visual traseiro de todos e note como eles foram desenhados com base no "bumbum" do Gol G5, que por sua vez nasceu com clara inspiração no visual do antigo BMW Série 1.

É hora de contra-atacar, ainda que sem uma mudança mais ampla -- a nova geração do Gol, feita sobre uma nova base (possivelmente a MQB, a mesma do novo Golf), está prevista apenas para 2018.

Maior, melhorado... e mais caro

O novo Gol ficará mais "premium" e ocupará o posto que hoje é do Fox. Mas será mais caro: custará aproximadamente R$ 36 mil na versão mais barata, que por sua vez será mais recheada: console e do quadro de instrumentos inspirados nas peças do Golf, bancos mais ergonômicos, central multimídia com tela colorida no painel -- o modelo vai se aproximar em estilo e visual do hatch médio, como no caso do Fox.

Seguindo a linha, assim como em praticamente todos os modelos da Volks, as mais caras devem beirar R$ 60 mil, também oferecendo mais equipamento.

Murilo Góes/UOL
Painel do Novo Gol será estruturalmente muito parecido com o de Fox e Golf; versões mais caras terão volante com base achatada e central multimídia com tela colorida Imagem: Murilo Góes/UOL

O novo Gol também crescerá em tamanho, mesmo mantendo a plataforma atual. Ele não passará de 4 metros de comprimento, mas será ligeiramente mais comprido e largo que o atual, com traços mais vincados. O papel de "carro de família" passará a ser só do Fox.

Visualmente, a frente será mais esportiva e invocada, com grade alinhada ao para-choque, algo já visto nas "boconas" criadas pelos carros da Ford, como o novo Ka. A lateral terá linha de cintura relativamente alta, dando ainda mais impressão de esportividade -- mantendo o vinco principal acima das maçanetas externas --, enquanto na traseira as lanternas (que serão remodeladas para se adequarem ao padrão de design da marca) permanecerão nas extremidades da carroceria, sem invadir a tampa do porta-malas, ao contrário do que acontece com Fox e Golf.

Breve resumo da história do VW Gol

  • 1980

    Lançamento da primeira geração, que impressionou pelo espaço interno

  • 1987

    Primeira reestilização do carro, que rejuvenesce e fica menos "quadradinho"

  • 1989

    Versão GTI faz do Gol o 1º carro a vir de série com injeção eletrônica

  • 1991

    Segunda reestilização da 1ª geração (os faróis ficam mais estreitos)

  • 1995

    Chega a segunda geração, a "bolinha", substituindo o Gol "quadrado"

  • 2000

    Surge a primeira reestilização da 2ª geração, batizada popularmente de "G3"

  • 2003

    Tornou-se o primeiro veículo bicombustível do Brasil (1.6 Totaflex)

  • 2004

    Chegada do Gol "G4", a segunda reestilização da 2ª geração do modelo

  • 2008

    Lançamento da terceira geração do hatch, que ficou conhecida como "G5"

  • 2012

    Primeiro facelift da terceira geração, apelidada pelo público de "G6"

Recentemente, um protótipo de argila revelado durante evento da Volkswagen praticamente revelou como poderá ser a cara do novo Gol (apenas a altura está diferente, já que o futuro carro será mais baixo). As fotos, no álbum do início desta reportagem, foram gentilmente cedidas pelo site parceiro Carplace

A linha de motores aposentará o atual EA111, 1.0, de quatro cilindros. Ela incluirá os novos 1.0 de três cilindros, 12 V e 82 cv (que atualmente equipa a linha up! e o Fox Bluemotion), o 1.6 MSI de 16V e 120 cv (para as versões mais caras da gama) e possivelmente o 1.4 TSI, recalibrado para ser flex (que deverá estrear ainda este ano no Golf nacional), indicando um provável retorno da configuração GTI. O câmbio, praticamente como acontece na gama atual do Fox, poderá ser manual (de cinco ou seis marchas, dependendo da versão) ou automatizado I-Motion.

Em contato com a Volkswagen do Brasil, UOL Carros foi informado de que o clay que ilustra o álbum do início desta reportagem trata-se apenas de um estudo de desenho, apresentado justamente durante um evento para a promoção do estúdio de design da empresa, e que "nada tem a ver com futuros modelos da marca".

Arte UOL Carros
up!, Gol, Fox e Golf: estes serão os hatches da Volkswagen em 2016, dando fim ao Polo Imagem: Arte UOL Carros

Adeus, Polo

Essa transformação do Gol acarretou diretamente na vida de outros carros da marca. O Fox deverá oficialmente subir de categoria, deixando de priorizar as versões de entrada com motor 1.0 para apostar as fichas nas mais caras, com motor de 1,6 litro.

Com esse movimento de ascensão do novo Gol e a mudança do Fox, o Polo morre. A Volks seguirá vendendo o hatch sem qualquer publicidade, como faz atualmente, enquanto houver estoque nas concessionárias. A previsão é de que até o final deste ano o carro já não exista mais.

Quem também ganha com essas mudanças é o up!, que será a principal -- se não a única -- opção da marca abaixo dos R$ 30 mil. A própria empresa deverá oferecer bônus maiores aos lojistas na venda do subcompacto (hoje as bonificações mais altas são de Gol e Fox), que poderá finalmente deslanchar em vendas.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo