Topo

Coluna

Fernando Calmon

Frankfurt comprova: até marcas de luxo se renderam à onda SUV

Murilo Góes/UOL
Até a Bentley aderiu à moda com o super-SUV Bentayga, o único a bater 300 km/h Imagem: Murilo Góes/UOL
Fernando Calmon

Fernando Calmon, engenheiro, jornalista e consultor, dirigiu a revista Auto Esporte e apresentou diversos programas de TV. Escreve às terças-feiras.

Colunista do UOL

23/09/2015 11h44

Salão do Automóvel de Frankfurt, o maior do mundo, vai até o próximo domingo (27) e mostra muito além de dezenas de modelos inteiramente novos, repaginados, com nova mecânica, tração elétrica ou híbrida. A começar pelo tema deste ano: Mobilility Connects (Mobilidade Conecta, em tradução livre). Modo inteligente de dizer que não há mais como separar as duas coisas.

Há quem goste ou quem torça o nariz, mas o avanço dos SUVs continua e ganha ainda mais força. Se não, como explicar uma marca premium, como a Bentley, lançar o Bentayga? Motor W12, inacreditáveis 92 kgfm de torque, mais de 2,4 toneladas de peso e, pela primeira vez num modelo desse tipo, velocidade máxima de 301 km/h! Jaguar também aposta nesse veio de ouro: F-Pace chega para brigar com Porsche Macan, BMW X3/X4, Mercedes-Benz GLC, Audi Q5 e o que mais vier pela frente.

Maserati, Lamborghini e Alfa Romeo já anunciaram que entrarão no carrossel em posições diferentes.

No segmento logo abaixo de SUVs e crossovers, a Volkswagen reformulou o Tiguan (há oito anos sem mudanças de porte) e partiu para uma carroceria mais baixa, larga e longa, capaz de levar até sete passageiros. Até a nova marca da Peugeot-Citroën tinha o conceito DS 4 Crossback, aparentemente pronto para o mercado. A Toyota tem o C-HR, de linhas arrojadas (ainda conceitual) para desafiar o arquirrival Honda HR-V. A BMW reformulou o X1, agora com tração dianteira, a ser produzido em Santa Catarina em 2016.