Topo

Testes e lançamentos

Mercedes-Benz EQC chama Audi, Tesla e Jaguar para briga dos SUVs elétricos

Vitor Matsubara

Do UOL, em São Paulo (SP)

04/09/2018 16h00

Primeiro SUV elétrico da marca produzido em série tem 407 cv e autonomia de até 450 quilômetros

A Mercedes-Benz acabou com mistério e revelou nesta terça-feira (4) o EQC. O primeiro utilitário esportivo elétrico produzido em série pela marca alemã vai bater de frente com Audi e-tron, Jaguar I-Pace e Tesla Model X.

Veja mais

+ Rival, Audi e-tron promete surgir logo no Brasil
Quer negociar hatches, sedãs e SUVs? Use a Tabela Fipe
Inscreva-se no canal de UOL Carros no Youtube
Instagram oficial de UOL Carros
Siga UOL Carros no Twitter

O EQC foi inspirado no conceito Generation EQ e estabelece uma nova identidade visual para os futuros carros elétricos da marca. Na frente, destaque para os faróis de led com formato de bumerangue. O teto tem uma curvatura descendente em direção à parte de trás. Não há trilhos para instalação de rack, uma vez que a Mercedes decidiu exclui-los em nome da aerodinâmica.

A traseira tem lanternas unidas por um filete, lembrando bastante o estilo do Porsche Macan reestilizado. As rodas também foram desenhadas para melhorar a aerodinâmica do carro e estão disponíveis em aros de 19 a 21 polegadas.

O interior tem muitas referências aos modelos atuais da Mercedes-Benz. Embora tenha plataforma própria, tem porte semelhante ao de um GLC. Além disso, combina os traços da cabine do Classe C (até alguns botões são os mesmos dos carros atuais da marca), assim como no GLC, com elementos futuristas, duas telas de 10,2 polegadas na parte superior do painel (integradas ao sistema MBUx, que pode conversar com o motorista para ativar funções) e indicadores do sistema elétrico.

As saídas de ar-condicionado acompanham o formato retangular das telas e recebem acabamento na cor dourada com toques de rosa -- conhecida popularmente como "rosé gold". Assim como acontece nos modelos atuais da marca, há iluminação ambiente (cuja cor pode ser trocada) e duas opções de cores de revestimento dos bancos.

Tem torque

O EQC é movido por um motor elétrico de 407 cv e 78 kgfm de torque máximo. Dados informados pela fabricante indicam aceleração de 0 a 100 km/h em 5,1 segundos e velocidade máxima limitada eletronicamente a 180 km/h.

A autonomia máxima informada é de 450 quilômetros (no padrão europeu NEDC), sendo que a capacidade de carga da bateria pode aumentar de 10% para 80% em aproximadamente 40 minutos se plugada em um carregador rápido da própria marca, que realiza recargas três vezes mais rápidas do que uma tomada caseira convencional. 

Visual exclusivo

A Mercedes oferecerá três tipos de pacotes de design para o EQC. Um deles é o AMG Line Exterior, que traz grade com uma única barra horizontal, para-choque com desenho mais esportivo e traseira com difusor integrado.

Há ainda opção de rodas de 20 ou 21 polegadas. O pacote interior da AMG  Line traz volante com base achatada e pedaleiras de aço escovado.

Os clientes também podem encomendar carros com revestimento em couro legítimo e apliques de fibra de carbono, além de apliques em "rosé-gold".

O EQC será produzido nas fábricas da Daimler em Bremen (Alemanha) e Pequim (China). Ainda não foram divulgados preços nem data de lançamento.

Mais Testes e lançamentos