Mobilidade

Tesla Model X é estrela no Salão em SP e pode ser seu por R$ 1 milhão; veja

Eugênio Augusto Brito

Do UOL, em São Paulo (SP)

22/09/2017 04h00

Se o assunto é modelo elétrico, o sonho de consumo acaba sendo a Tesla, considerada por muitos especialistas como a "Apple dos carros". E mesmo que a marca não esteja presente de forma oficial no Brasil, ainda assim é possível observar e até colocar um de seus modelos na garagem. A questão é pagar o preço, figurativamente e na prática.

UOL Carros encontrou um Model X, SUV futurista da marca americana, no Salão Latino-Americano de Veículos Elétricos, em São Paulo. O estande é modesto, mas o Model X domina os olhares com seu visual de "falcão de metal" garantido pelo formato dos faróis full-LED e das portas traseiras que se abrem para cima (elas são chamados de "asas de falcão" pela marca).

Principal: além de observar, é possível encomendar o Model X, que é vendido no Brasil de forma não-oficial, mas com autorização da Tesla, pela Elektra, que tem escritório no badalado corredor formado por avenida Europa e rua Colômbia, na Zona Oeste da capital paulista. Apesar de não pagar imposto de importação, como é praxe a elétricos desde 2015, a incidência de IPI, Cofins e outras taxas ainda é elevada, justifica a importadora, ao anunciar o valor: R$ 980 mil. A garantia da empresa é de um ano. 

Por este valor, leva-se a configuração exposta no evento, a 90D, que sequer está mais no catálogo oficial da marca -- foi substituída este ano pela 100D e pela P100D (com tração integral). Nos EUA, a nova especificação parte de US$ 102 mil (R$ 320 mil diretos) -- por lá, com planos de garantia de quatro ou oito anos.

Valores e configurações a parte, o SUV elétrico é vistoso: tem autonomia prometida de 550 quilômetros por carga (a Elektra ainda prevê uma parceria para montagem de estação de recarga na casa do comprador) e desempenho de super-esportivo, com capacidade de fazer o 0-100 km/h em 3,8 segundos.

Potência pode ser equivalente a 295 cavalos ou até 560 cv com a variante AWD (um motor elétrico por eixo). Na cabine, só materiais suaves ao toque, iluminação por LED (com interruptores também sensíveis ao toque) e telas gigantes de alta definição para o painel de instrumentos e a tela central de configuração e multimídia. Com pouco mais de 5 metros de comprimento e cerca de 2,5 toneladas de carroceria, o Model X tem entre-eixos de 2,96 m.

Atualizável como um celular, como todo modelo da Tesla, o Model X sai de fábrica com freio automático de emergência, alertas e sensores contra colisão lateral, invasão de pista, veículos no ponto-cego e até com comandos semi-autônomos como de esterçamento automático em estacionamento, manutenção de faixa e piloto automático adaptativo avançado. Claro, muito desse equipamento ainda não pode ser usado de forma plena no Brasil. Mas estão ali e podem ser habilitados no futuro.

Tudo a seu tempo

Segundo a Elektra, quem quiser levar uma unidade similar ao do Model X exposto no salão pode fazer isso sem qualquer espera. Para diferentes configurações (além de motorização, o SUV pode ter assentos para cinco, seis ou sete pessoas), o prazo prometido é de 60 a 90 dias.

Achou o preço salgado e o negócio arriscado? A importadora diz já ter vendido cinco unidades do sedã Model S a R$ 650 mil cada (de configurações ano/modelo 2016).

Afirma ainda já ter interessados no novíssimo Model 3, modelo elétrico "popular", que começou a ser comercializado pela Tesla a US$ 35 mil. Mas este é, de fato, um sonho muito distante: "Temos dois pedidos, mas isso ainda vai levar dois ou três anos, tanto pela questão de impostos locais, quanto pela alta demanda nos EUA. A Tesla já recebeu mais de 350 mil pedidos, mas a produção ainda está no começo, se desenvolvendo ainda timidamente", afirmou um representante.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Mobilidade

Topo