Segredos automotivos

Nem Toro nem Saveiro: nova picape da VW será do tamanho da... Duster Oroch

Murilo Góes/UOL
Plataforma MQB A0, que estreará ainda este ano no Polo, também dará vida ao inédito utilitário com caçamba Imagem: Murilo Góes/UOL

Fernando Calmon
Leonardo Felix

Do UOL, em São Paulo (SP)

30/08/2017 08h00

O presidente da Volkswagen no Brasil, David Powels, já confirmou que o quarto produto da plataforma MQB A0, que estreia este ano no país com o hatch premium Polo e depois servirá de base ao sedã Virtus e ao SUV T-Cross, será mesmo uma picape, que chega em 2019, só com motores flex e sem competir com a Amarok.

Mas ainda pairavam algumas dúvidas: qual seria seu tamanho? Ela seria uma substituta direta da atual Saveiro ou uma concorrente franca da Fiat Toro, atualmente isolada no segmento de veículos compactos-médios com caçamba?

A resposta: ela vem para ser um pouco de tudo. Segundo apurado por UOL Carros, o porte será similar ao da Renault Duster Oroch (2,82 metros de entre-eixos, contra 2,75 m da Saveiro e 2,99 m da Toro), o que significa que ficará posicionada entre as versões intermediárias da Saveiro e a configuração 1.8 flex da própria Toro.

SIGA UOL CARROS NO YOUTUBE

+ Inscreva-se no canal: https://goo.gl/B4mHyi

+ Instagram: https://www.instagram.com/uolcarros/

Com quem vai brigar?

No entendimento da marca não há por que criar um produto do porte da Toro, pois este se aproximaria demasiadamente da proposta da Amarok (que já cumpre a função de oferecer uma tonelada de capacidade de carga e motorização a diesel).

Portanto, se sua capacidade não alcançará 1 tonelada, isso significa que ela só poderá utilizar motores flex, tendo como candidatos para tal os mesmos do T-Cross: 1.6 MSI aspirado de 120 cv, 1.0 TSI de 128 cv e 1.4 TSI de 150 cv, todas potências declaradas com etanol. Carroceria será tipo monobloco e é provável a existência de versões com tração 4x2 e 4x4.

Também conforme informado por fontes, o nome da inédita picape ainda não teria sido definido, mas algo já parece certo: ela não se chamará Saveiro e vai coexistir com a prima menor, mesmo que para isso as versões mais caras da última tenham que ser extintas (ou reposicionadas).

Com este produto, desenvolvido exclusivamente para o mercado sul-americano (tal qual o Virtus) e previsto para ser produzido em São José dos Pinhais (PR) a partir do fim do ano que vem -- lançamento ocorreria no princípio de 2019 --, a Volkswagen espera "cobrir" todos os buracos do mercado de utilitários.

Enquanto a Saveiro rivalizaria com a Strada, a picape MQB brigaria com Duster Oroch e Toro flex. À Amarok caberia concorrer com Toro diesel e demais picapes médias montadas sobre chassi (Toyota Hilux, Chevrolet S10 e afins).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Segredos automotivos

Topo