Carros

Honda prepara "Mini HR-V": SUV substitui Fit Twist em 2017

Renato Ricci/Carplace
Flagra do site parceiro Carplace: modelo é mais encorpado que Fit e menor que HR-V Imagem: Renato Ricci/Carplace

André Deliberato

Do UOL, em Detroit (EUA)

11/01/2016 17h53

Depois de renovar o CR-V e dominar o mercado brasileiro com o HR-V, a Honda prepara a estreia de um terceiro SUV para nosso mercado. Ainda não há nome definido, mas a ideia é monopolizar as atenções no atual segmento mais rentável em termos nacionais e também globais. E, de quebra, substituir o Fit Twist, versão aventureira do hatch da geração anterior que tinha a função de garantir vendas num período pré-SUV. 

Em tempo, 2015 foi o melhor ano da marca no país desde que passou a fabricar carros localmente, em 1997, com 153.395 unidades vendidas, 30% deste total apenas do HR-V. Faz sentido, portanto, apostar ainda mais no segmento. Por outro lado, o segmento de aventureiros -- caros com adereços exagerados e estepes ou barras aparentes -- praticamente chegou ao fim.

Este novo SUV compacto surge da mesma base de Fit, City e HR-V, sendo ainda menor que este último. Esta possibilidade foi revelada em primeira mão pelos parceiros da Car and Driver, em outubro de 2014. A Honda faz seu jogo: não confirma, nem desmente a chegada do SUV. Quanto ao Twist, nada de planos.

Bill Pugliano/Getty Images/AFP
Frente da nova picape Ridgeline para os EUA pode influenciar SUVinho brasileiro Imagem: Bill Pugliano/Getty Images/AFP

No Brasil

Detalhe: o novo SUV já roda no Brasil. Recentemente, o site Carplace flagrou este novo modelo, mas apontou tratar-se de um novo Twist. De fato, é o novo SUV -- as linhas do modelo são incrementadas, mais parrudas, na comparação com hatches compactos. Mais: a foto foi feita em frente à unidade da Honda em Sumaré (SP).

Em fase final de testes e homologações no Brasil, o modelo deve ser lançado no início de 2017. Espera-se sua presença no estande da marca no Salão de São Paulo, que acontece entre outubro e novembro deste ano.

Configurações de motor e câmbio devem ser praticamente as mesmas que presentes nos outros modelos cujo modelo compartilhará plataforma: 1.5 FlexOne, bicombustível, de 115/116 cavalos e 15,3 kgfm de torque (gasolina/etanol). É possível também, embora o tempo seja curto, que ele antecipe o motor 1.0 turbo da marca, que gera 130 cv (topo de 5.700 giros em testes) e 20,4 kgfm de torque com gasolina. O HR-V usa o motor 1.8 do Civic atual, com 140/139 cv e 17,3/17,4 kgfm (com gasolina e etanol, respectivamente).

Ele também poderá ser feito nas duas fábricas da marca no Brasil, em Sumaré ou Itirapina (a abertura desta está paralisada atualmente, já que as vendas ainda não justificam o uso de nova unidade produtora), ambas no interior de São Paulo.

Viagem a convite da General Motors

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo