Carros

Fiat confirma polêmico nome Tipo para sedã de origem turca

Do UOL, em São Paulo (SP)

14/10/2015 18h21

Após encarar um mar de especulações, a italiana Fiat parece ter decidido assumir o rumo dos anúncios sobre seu novo sedã médio global. Com isso, após alguns rumores apontados pela imprensa, a marca confirmou esta semana que o sedã Egea vai mesmo se chamar Tipo em mercados da Europa Ocidental, Oriente Médio e África. Na Turquia e Ásia, o carro deve manter o nome derivado do conceito Aegea.

Nada foi apontado para o Brasil, por ora, embora a imprensa portuguesa -- primeira a noticiar que a nomenclatura seria ressuscitada -- tenha cravado também que o modelo será fabricado em Goiana (PE), na mesma linha de produção do Jeep Renegade e da futura picape médio-compacta Toro.

Esta reciclagem polêmica de nome também gerou piadas na internet, algumas de baixo calão, como apontado pelo site de humor Sensacionalista.

De acordo com comunicado da Fiat, o modelo "nasceu para ser um sedã, característica realçada pelas formas equilibradas típicas do design italiano, que garantem personalidade e estilo, sem abrir mão da funcionalidade".

Lembra do primeiro Tipo?

Com o início das vendas do carro marcado para dezembro no hemisfério norte (Itália e Turquia), será a segunda aparição do nome Tipo no portfólio da Fiat. O Tipo original era um hatchback do final dos anos 1980, lançado com bastante ênfase na Europa. O modelo chegou ao Brasil por importação em 1993, sendo construído localmente pouco tempo depois.

Apesar de marcar época pela boa oferta de equipamentos e pelo visual arrojado (para o período), acabou tendo vida curta por aqui, por conta de problemas de segurança que resultaram em recalls e depreciação gigante do modelo (saiba mais no parceiro Best Cars), aposentado em 1997.

Desta vez, ao que parece, o nome Tipo será usado para batizar toda a nova família de médios da Fiat: além do sedã, haverá hatchback e station wagon (perua). Nos anos 1980/90, apenas o hatch utilizava o nome, enquanto sedã e perua compartilhavam mecânica na Europa, mas eram batizados de Tempra; no Brasil, o três-volumes nunca teve a mesma mecânica do hatch, quebrando o parentesco.

Resta saber se a Fiat vai bancar o retorno do nome Tipo ao Brasil. O que você acha? Deixe sua opinião no campo de comentários.

Divulgação
Badalado em 1993, Fiat Tipo saiu de linha em 1997 após problemas de segurança Imagem: Divulgação

Como é o sedã

Apresentado na Turquia, com visual criado pelo Centro de Design de Turim (Itália), o projeto Aegea resultou no sedã Egea para o mercado turco e também contará com uma versão hatch e uma versão perua para Europa e demais mercados. O sedã, já revelado em salões internacionais (muito parecido com o Viaggio, um carro maior dedicado ao mercado chinês), tem 4,50 metros de comprimento, 1,78 m de largura e 1,48 m de altura, com 2,64 m de entre-eixos, praticamente o mesmo tamanho que um Honda Civic.

Visto de traseira, o modelo se aproxima da nova geração de modelos japoneses, incluindo Toyota Prius 4 e Honda Civic 10, revelados no mês passado. Em todos eles, há uma elevação de parte do conjunto de lanternas e da tampa do porta-malas, de modo a imitar traços de aeronaves. Aerodinâmica, aliás, é um dos pontos ressaltados no modelo, que tem ainda a secção central longitudinal do teto mais baixa que as laterais, criando um caminho para o ar.

Na Europa, o modelo será equipado com duas opções MultiJet II turbodiesel e duas a gasolina, com potências que variam entre 96 e 122 cv. Fontes ligadas à Fiat do Brasil já apontam, entre outros desenvolvimentos, a possibilidade do uso do motor 1.4 T-Jet (turbo) com aplicação bicombustível -- atualmente, bebe apenas gasolina e gera 152 cavalos no Punto e no Bravo.

Sistemas de câmbio poderão ser manual ou automático, embora mais detalhes e especificações ainda não tenham sido revelados.

Indianautoblog
Por enquanto, apenas o sedã foi revelado; traseira é muito parecida com a do novo Civic Imagem: Indianautoblog

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Topo