Carros

Renegade vira ímã de donos de SUVs rivais na chegada às lojas

Murilo Góes/UOL
Estacionamento das concessionárias Jeep ficaram lotados de SUVs neste fim de semana Imagem: Murilo Góes/UOL

André Deliberato

Do UOL, em São Paulo (SP)

13/04/2015 16h10

O sucesso do segmento de SUVs compactos no Brasil é cada vez maior, embora o mercado de forma geral passe por um momento complicado e de retração. Depois do furor causado pelo Honda HR-V em seu primeiro final de semana nas lojas, neste sábado e domingo (11 e 12) foi a vez do Jeep Renegade -- outra promessa de 2015 que tem força para acabar com o reinado do Ford EcoSport -- estrear nas concessionárias e atrair uma multidão de pessoas.

A Jeep não informa o número exato de clientes que frequentaram as revendas pois ainda não começou a distribuir o carro definitivamente -- os faturamentos devem começar a acontecer no próximo final de semana --, mas UOL Carros foi a concessinárias da marca e pôde notar um número elevado e surpreendente de proprietários SUVs encostados nos estacionamentos das lojas. Segundo os próprios vendedores, o número de visitantes foi "desproporcional" e "incomum".

Murilo Góes/UOL
Assim como o Honda HR-V, Jeep Renegade chegou às lojas e atraiu o público Imagem: Murilo Góes/UOL
O preços do Renegade variam entre R$ 69.900 (versão 1.8 flex com câmbio manual de seis marchas) e R$ 116.900 (2.0 turbodiesel, câmbio automático de nove velocidades e tração 4x4) -- uma configuração ainda mais básica chega em junho, por R$ 66.900. A meta é clara: ser o SUV compacto mais vendido do país, superando o Honda e os demais SUVs compactos à venda no mercado, como o atual líder Ford EcoSport, Renault Duster e Chevrolet Tracker, entre outros.

Além de querer liderar, a Jeep promete "revolucionar o segmento de utilitários esportivos" -- palavras de Sérgio Ferreira, diretor geral da Chrysler no Brasil e da Jeep para a América Latina. Segundo o executivo, a empresa está preparada assumir o topo da categoria ainda este ano, mesmo quatro meses atrasada em vendas em relação a Duster e EcoSport (e pelo menos um mês para o HR-V). A marca vai além e afirma que o nível de preços de SUVs no Brasil foi inflacionado pelo modelo da Ford, que seria "caro demais para o que oferece".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo