Carros

Renegade promete revolução a R$ 66.900; versão top custa R$ 116.900

Eugênio Augusto Brito

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

23/03/2015 21h38

Chega ao fim um enigma iniciado entre o fim de 2012 e começo de 2013. A FCA (Fiat-Chrysler Automobile) do Brasil divulgou na noite desta segunda-feira (23) os preços do Jeep Renegade, SUV compacto que começou a ser previsto há mais de dois anos, ganhou forma no Salão de Genebra de 2014 e desde então tem sido testado nos Estados Unidos, Europa e Brasil. Trata-se do primeiro modelo com a grife Jeep a ser produzido fora dos Estados Unidos: sua origem é nordestina, em Goiana, no Estado de Pernambuco (Amelfi, na Itália, terá a produção europeia).  

Com a revelação, tem-se a continuação de um capítulo iniciado há duas semanas, com a apresentação do Honda HR-V, e que conta a história de uma possível revolução para um segmento estabelecido desde 2003 no Brasil: finalmente existem concorrentes realmente aptos a tirarem a hegemonia iniciada pela Ford com o EcoSport e nunca perdida de fato. Haverá um novo rei entre os suvinhos? 
 
Para tentar ocupar a posição, o Renegade apostará em três as versões de acabamento, com duas opções de motorização e mais três de transmissão, além da opção de tração 4x2 (dianteira) ou 4x4 com marcha reduzida:
 
  • Jeep Renegade Sport flex M/T -- R$ 69.900
  • Jeep Renegade Sport flex A/T -- R$ 75.900
  • Jeep Renegade Sport 4x4 (diesel) 9A/T -- R$ 99.900
  • Jeep Renegade Longitude flex A/T -- R$ 80.900
  • Jeep Renegade Longitude 4x4 (diesel) -- R$ 109.900
  • Jeep Renegade Trailhawk (4x4 diesel 9A/T) -- R$ 116.900 

Futuramente, a marca terá uma versão de entrada ainda mais barata, a R$ 66.900, que deverá perder equipamentos se comparada à configuração Sport flex M/T.
 

Qual será o melhor suvinho do mercado brasileiro em 2015?

Enquete encerrada

Total de 34763 votos
37,00%
29,00%
15,00%
13,00%
4,00%
3,00%
Total de 34763 votos

Motor e câmbio

Para as versões 4x2, o motor será o 1.8 E-torq EVO flex da Fiat (o mesmo de Strada, Palio Weekend Adventure e Bravo), mas com recalibrações para render 132 cv e 19,1 kgfm de torque com etanol (a apenas 1.500 rpm); o câmbio para este motor é manual ou automático de seis marchas, ambos já conhecidos da linha Fiat (fabricados pela japonesa Aisin).

Já o Renegade 2.0 turbodiesel serve às opções 4x4 (com seletor de modo off-road e caixa de reduzida), gerando 170 cv e 35,7 kgfm. Neste caso, há a opção do câmbio automático de nove marchas da alemã ZF -- o mesmo utilizado pelo novo Jeep Cherokee e pelo Range Rover Evoque. Nessa configuração, o 0 a 100 km/h é feito em 10 segundos, com velocidade máxima superior a 190 km/h.
 

Equipamentos

Desde a versão Sport, mais básica, o Renegade virá de série com trio elétrico; ar-condicionado; direção elétrica; freio de estacionamento elétrico por botão; controle de estabilidade; faróis de neblina; sistema de som com Bluetooth e entrada USB; volante multifuncional e painel com acabamento suave ao toque com detalhes cromados (vermelhos na versão mais off-road, a Trailhawk); rodas de liga leve aro 16 e disco de freio nas quatro rodas, além dos obrigatórios airbag duplo e ABS. 

 

A partir da configuração Longitude, o carro ganha sistema multimídia com tela tátil de cinco polegadas com câmera de ré, GPS e comando de voz; roda de liga leve de 17 polegadas e ar-condicionado de duas zonas.

Murilo Góes/UOL
Versão conceitual da Mopar deixa Renegade ainda mais aventureiro Imagem: Murilo Góes/UOL
Na Trailhawk, o número de airbags sobe para sete, o display do painel passa a ser de sete polegadas, o carro recebe ganchos para reboques, detector de ponto cego e faróis de xenônio, as rodas aro 17 ganham pneus de uso misto e a suspensão ganha recondicionamento para uso fora-de-estrada, além de os parachoques mudarem para um desenho diferenciado.


Opcionalmente, a Jeep oferece a tela maior e o ar-condicionado de duas zonas para as versões iniciais e um sistema de som premium da Beats, similar ao do Fiat 500 Abarth, para a configuração topo de gama.
 

Quem perde com sua chegada?

Todos estão na mira: dos compactos Ford EcoSport, Renault Duster, Honda HR-V e Chevrolet Tracker espera-se o combate pesado. Mas sobrarão farpas para as versões mais baratas de Hyundai ix35, Honda CR-V, Volkswagen Tiguan, Toyota RAV4 e até mesmo do lameiro Troller T4. A Jeep afirma já ter mais de 25 mil clientes registrados com interesse real de compra.

Veja o momento exato em que a Jeep apresenta o Renegade

Made in Nordeste, pronto para guerra

Fiat-Chrysler, Jeep e a fábrica de Goiana (PE) estão preparadas para uma enxurrada de pedidos e para carga pesada da Ford, Renault e até mesmo da Honda -- esta última estará provisoriamente travada por ter de dividir a entupida fábrica de Sumaré (SP) entre Fit, City, Civic e HR-V, mas terá uma nova unidade em Itirapina (SP) a partir de 2016, que poderá aliviar a produção e até aumentar, se o mercado pedir, o patamar atual de mais de 60 mil unidades fabricadas por ano.


Logo dentro de seu primeiro ano de mercado, ainda que não no momento inicial, a unidade pernambucana da Jeep poderá entregar 250 mil carros/ano -- e pelo menos 100 mil deles serão de Renegade (espera-se a produção da picape médio-compacta da Fiat em um segundo momento). É uma unidade de ponta dentro da estrutura Jeep, com investimento de R$ 7 bilhões.

Murilo Góes/UOL
Jeep fará 100 mil Renegade por ano no Brasil, número para superar o Ford EcoSport Imagem: Murilo Góes/UOL
Além disso, a rede Jeep foi anabolizada e saltou em pouquíssimo tempo de mirradas 40 concessionárias para número próximo a 100. "Empresários investiram mais de R$ 240 milhões na ampliação, em um momento complicado da economia brasileira, porque acreditam no sucesso da marca e do produto", afirma Sérgio Ferreira, Diretor Geral da Jeep para Brasil e América Latina. O objetivo é chegar a 120 em todo o país, crescimento de 266%, até 10 de abril.


Até o final do ano, pelos planos da marca, serão 200 lojas no país, mesmo patamar Toyota e... Honda. Com uma diferença: apesar do preço inicial e da gana de brigar com o EcoSport, a promessa é dar tratamento de rei (leia-se premium) ao cliente.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo