Carros

Enquanto Ford pensa em "blindar" EcoSport contra rivais, lojas dão desconto

Murilo Góes/UOL
Com três meses e 10 mil unidades de vantagem sobre HR-V e Renegade nas vendas, Ford confia que EcoSport manterá posto de SUV mais vendido do Brasil em 2015 Imagem: Murilo Góes/UOL

Leonardo Felix

Colaboração para o UOL, em São Paulo (SP)

23/03/2015 17h21

Claro que a Ford sabia que a briga entre SUVs compactos ficaria mais acirrada com a chegada de Honda HR-V e Jeep Renegade. O que a fabricante do EcoSport, criador (em 2003) e líder do segmento desde então, não esperava era ter dois novos rivais usando estratégia tão agressivas de preço e equipamentos. UOL Carros apurou apurou, todavia, que a fabricante ainda espera manter a liderança do segmento em 2015, porque acredita que os novos rivais afetarão mais as vendas de suas versões de topo, sem comprometer tanto as de entrada e intermediárias.

Enquanto a cúpula aguarda as mudanças que HR-V e Renegade provocarão no mercado, revendedores da Ford usam as armas que têm em mãos para reter clientes: descontos de até R$ 3 mil sobre o preço de tabela para fechar negócio. 

Honda HR-V vai desbancar o Ford EcoSport?

Enquete encerrada

Total de 28632 votos
72,00%
19,00%
10,00%
Total de 28632 votos

Os japoneses já deram seu recado: o HR-V custando entre R$ 69.900 e R$ 88.700, com itens de série como controles de estabilidade e de tração em todas as versões, vai tentar buscar a liderança já em 2015, com meta de 55 mil unidades comercializadas até o fim do ano.

Agora, a bola está com a arquirrival Fiat, controladora da Chrysler e da marca Jeep, que promete o mesmo com o Renegade. Poder de fogo haverá: a fábrica de Goiana (PE) tem capacidade para entregar 200 mil unidades/ano. Claro, a produção inicial será consideravelmente menor, mas o patamar deverá ficar acima das 50 mil unidades, justamente para encarar Eco e HR-V em pé de igualdade. Tanto planos industriais, quanto preços e pacotes serão revelados a partir deste segunda-feira (23) e até quarta.

Na próxima semana será a vez da Renault mostrar a nova cara -- e talvez equipamentos - do Duster, que sempre teve o argumento de preços e espaço sobre o EcoSport, a ponto de conseguir tomar a liderança do concorrente em momentos isolados. Agora, precisará mostrar também algo em termos de conforto e conteúdo para seguir vivo na disputa. Ainda há a incógnita do Peugeot 2008, mostrado desde 2012, mas só ganhará vida após muito atraso. 

Descontos defensivos

Surpreendida, a Ford entrou na defensiva. Procurados por UOL Carros, executivos da montadora responderam que "não discutem publicamente nem os produtos de outras marcas, nem a estratégia de comercialização de seus produtos". Entretanto, ressaltaram confiança de que o EcoSport possui linha "totalmente atualizada em segurança, design, tecnologia, qualidade e custo-benefício”.

Na loja, a situação precisa ser tratada mais rapidamente. Atualmente, a versão mais emplacada do EcoSport é a Freestyle -- 1.6 manual (R$ 71.200) ou 2.0 Powershift (R$ 78.100) --, que concentra mais da metade de todas as vendas. 

André Deliberato/UOL
EcoSport sem estepe exposto já é realidade na Europa, e pode ser solução para 2016 Imagem: André Deliberato/UOL
Concessionárias consultadas por UOL Carros em São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ) e Salvador (BA) derrubaram, sem muito choro, o preço do EcoSport Freestyle 1.6 para até R$ 67.900, abaixo dos R$ 69.900 do HR-V de entrada (LX manual) -- as duas versões são bastante parecidas em equipamentos.

Mercado diferente, carro diferente

UOL Carros também apurou junto a pessoas ligadas à marca que, entre o final deste ano e início de 2016, o "plano de defesa" será completado com o facelift típico de meia-vida do modelo.

Deverá haver, porém, movimentação forte em termos de conteúdo -- a solução está nas mãos da Ford. O suvinho divide plataforma com New Fiesta e novo Ka e pode usar recursos como controles mais avançados de tração e estabilidade, além da nova configuração da central Sync (2.0) totalmente conectada à internet.

Visualmente, há até alternativas como versões sem estepe pendurado na porta traseira, algo já adotado pela Ford europeia para bombar o utilitário no Velho Continente. A meta é deixar o EcoSport com ar renovado o mais cedo possível.

É preciso ressaltar que o EcoSport não terá no ano que vem a vantagem dos três meses extras em vendas (em abril, quando HR-V e Renegade chegam efetivamente ao mercado, o jipinho da Ford já terá mais de 10 mil unidades emplacadas). Além disso, encontrará três ou mais concorrentes cheios de vigor e uma disputa que, finalmente, parece totalmente franca.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo