Carros

No "mês dos SUVs", PSA Peugeot Citroën começa a fazer 2008 no RJ

Divulgação
Empregados da fábrica da PSA no RJ celebram a produção da primeira unidade do 2008 Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo (SP)

17/03/2015 14h22

A PSA Peugeot Citroën começa a produzir nesta terça-feira (17) o SUV compacto Peugeot 2008, na fábrica de Porto Real (RJ). Mais um "player" no segmento de "suvinhos" (neste mês, Honda HR-V, Jeep Renegade, Renault Duster e JAC T6 também estreiam), ele é a maior aposta da marca para 2015. Suas vendas devem começar a partir de junho, conforme adiantado por UOL Carros.

Para fazê-lo no Brasil -- o 2008 é montado sobre a mesma plataforma que o hatch 208 --, a empresa investiu cerca de R$ 400 milhões na adaptação da fábrica fluminense. Segundo dados da fabricante, foram três anos de desenvolvimento realizado por uma equipe de mais de 300 pessoas.

"Os números de vendas do carro na Europa e na China superaram nossas expectativas. Tenho certeza de que no Brasil o modelo seguirá o mesmo caminho. O lançamento do 2008 nacional reforça ainda mais nosso compromisso com o país", afirma o português Carlos Tavares, CEO mundial da empresa. "O 2008 é um sucesso mundial. Vamos oferecer aos nossos clientes um veículo com muita tecnologia, segurança e bem adaptado às condições brasileiras", reforça seu compatriota Carlos Gomes, presidente da PSA para o Brasil e América Latina.

Embora a marca não admita, a expectivativa é que o 2008 seja seu "salvador da pátria", já que o 208 não rendeu como o esperado. O objetivo da empresa, portanto, é voltar a crescer: subir 10% em 2015 (de 41 mil para 45 mil unidades/ano) e mais 10% em 2016, retornando ao patamar de 50 mil. Daqui dois anos, a Peugeot espera que um em cada cinco modelos vendidos pela marca seja um 2008.

Divulgação
Com o início da fabricação em abril, as vendas do 2008 devem começar a partir de junho Imagem: Divulgação

O que ele tem

Entre os destaques do modelo estão o conceito "i-Cockpit", inaugurado pelo 208 (onde o volante de dimensões reduzidas fica em posição inferior à do painel de instrumentos), e a alavanca do freio de mão do tipo manche de avião.

A motorização será 1.6 flex -- o mesmo motor aspirado bicombustível de 115/122 cv (gasolina/etanol) do 208 -- acoplado a um câmbio manual de cinco marchas; e 1.6 THP turboflex de 165/173 cv, também flex, neste caso com duas opções de transmissão de seis velocidades: manual (do DS3) ou automática (do C4 Lounge).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo