Topo

Carros

Nissan vai demitir brasileiro Carlos Ghosn, preso por fraude financeira

Chris Gallagher, Elaine Lies, Maki Shiraki, Kiyoshi Takenaka, Laurence Frost, Muralikumar Anantharaman

Em Tóquio (Japão) e Paris (França)

19/11/2018 09h48

Executivo que tirou Nissan da falência está sendo investigado por fazer uso pessoal de dinheiro da fabricante

A Nissan anunciou nesta segunda-feira (19) que vai demitir Carlos Ghosn, presidente da empresa, depois de descobrir que ele usou dinheiro da companhia para uso pessoal e cometeu vários outros atos graves de má conduta. O executivo foi preso por autoridades japonesas no começo do dia, segundo informações.

A fabricante japonesa disse que, com base em um relatório de denunciantes, estava investigando possíveis práticas impróprias de Ghosn e do diretor-representante Greg Kelly por vários meses. A Nissan anunciou que está cooperando totalmente com os investigadores do Ministério Público do Japão.

Veja mais

Ghosn colecionou fama e crises
Nissan Frontier Sentinel brasileira vai ao Salão da Aárbia Saudita
Quer negociar hatches, sedãs e SUVs? Use a Tabela Fipe

Inscreva-se no canal de UOL Carros no Youtube
Instagram de UOL Carros

Mais Carros