Topo

Testes e lançamentos


Caoa Chery "ganha" fábrica de Anápolis para fazer seus SUVs; entenda

André Deliberato

Do UOL, em São Paulo (SP)

2018-12-15T08:00:00

15/12/2018 08h00

Marca chinesa, agora coligada com o Grupo Caoa, passa a contar com a sede de Anápolis para produzir seus SUVs Tiggo 5X e Tiggo 7

A Chery não é mais apenas Chery desde o final do ano passado, quando assinou um acordo com o Grupo Caoa e passou a ser "Caoa Chery", marca que nasceu no começo deste ano com a promessa de oferecer novos modelos ao mercado brasileiro, entre SUVs e sedãs.

O final deste ano foi agitado para o grupo: várias novidades foram apresentadas no Salão do Automóvel de São Paulo, incluindo diversos novos carros da Hyundai (apenas para lembrar: os inéditos Azera e Sonata, bem como a nova geração do SUV SantaFe), além de três novos modelos por parte da Chery -- Tiggo 5X, Tiggo 7 e Arrizo5.

Mas como fica a divisão de montagem dos carros?

É bem simples: SUVs serão feitos em Anápolis (GO); sedãs e hatches, em Jacareí (SP). Vale lembrar, no entanto, que carros da Hyundai não podem ser feitos em Jacareí. Portanto a sede paulista fica responsável pela produção de QQ, Arrizo5 e Tiggo 2, enquanto a planta de Anápolis será o local de fabricação de Tiggo 5x, Tiggo 7 e todos os utilitários nacionais da Hyundai (ix35, Tucson e sua linha de pequenos caminhões comerciais).

O Tiggo 7 é um SUV médio (porte de Compass, 3008 e Tiguan) que será lançado no Brasil no primeiro trimestre de 2019. Ele tem 4,50 metros de comprimento, 1,84 m de largura, 1,67 m de altura e 2,67 m de entre-eixos. Em uma de suas configurações, traz o mesmo 1.5 turboflex de 150 cv do Tiggo 5X, casado com caixa de dupla embreagem, mas para ele a opção não o deixa tão ágil assim. De qualquer modo, vale dizer que o Tiggo 7 será um SUV mais voltado ao conforto.

UOL Carros conheceu e andou com o carro na China em abril deste ano. Confira como foi a experiência.

A Caoa Chery também não esconde os planos de vender o Tiggo 8 no Brasil -- algo estimado para o final do ano que vem. O SUV seria o terceiro utilitário a ganhar produção em Anápolis, mas ainda não há data certa para a estreia.

Mais Testes e lançamentos