Topo

Testes e lançamentos

Hyundai HB20 joga com televisão a bordo contra rivais; funciona? Assista

Eugênio Augusto Brito, Leonardo Felix

Do UOL, em São Paulo (SP)

11/05/2018 04h00

Marca recoloca TV digital a bordo de quase todas as configurações; nós já avaliamos a versão Copa do Mundo Fifa

Faltando pouco mais de um mês para a Copa do Mundo na Rússia, a Hyundai retoma estratégia adotada em 2014, ano do mundial de futebol no Brasil: dotar seu principal modelo, o compacto HB20 de TV digital integrada à tela central Blue Media. Desde abril, os sul-coreanos vendem uma série limitada a 4.200 unidades com o "mimo" a bordo.

Agora, em maio, amplia a oferta a praticamente todas as versões de hatch, sedã (HB20S) e configuração aventureira (HB20X), na linha 2019, como item de série ou opcional. Única exceção fica para a versão Comfort Plus 1.6 manual, sem a TV.

Olho no lance: em 2014, UOL Carros apontou que apenas as versões mais caras tinham TV Digital e GPS de cara -- a marca acabou fazendo uma atualização das demais variantes para padronizar a navegação. Agora em 2018, nenhuma versão tem GPS, com a desculpa de que todo mundo com smartphone Android ou Apple pode plugar o celular e usar o navegador do aparelho por espelhamento... Será mesmo?

De uma forma ou de outra, UOL Carros deu uma de craque e já testou o modelo em primeira mão: a gente te conta, de primeira, se é possível assistir a uma partida de futebol na boa, dentro do HB20. Mais abaixo, você confere a escalação dos preços.

Veja mais

+ Separação de Hyundai e Caoa "não tem volta"; e agora?
Quer negociar hatches, sedãs e SUVs? Use a Tabela Fipe
Inscreva-se no canal de UOL Carros no Youtube
Instagram oficial de UOL Carros
Siga UOL Carros no Twitter

Os preços da TV a bordo

Vamos aos valores do hatch?

+ HB20 Unique 1.0 MT5: R$ 43.990
Opcional: central BlueMedia e TV digital, vai a R$ 45.790.

+ HB20 Comfort Plus 1.0 MT5: R$ 47.590
R$ 49.390 com central BlueMedia e TV digital.

+ HB20 Turbo 1.0 MT6: R$ 51.790
R$ 53.590
com central BlueMedia e TV digital.

+ HB20 Comfort Plus 1.6 MT6: R$ 54.550 (sem TV)

+ HB20 Comfort Plus 1.6 AT6: R$ 58.950
R$ 60.850
com central BlueMedia e TV digital.

+ HB20 R-Spec 1.6 AT6: R$ 63.690 (central e TV de série)

+ HB20 Premium 1.6 AT6: R$ 66.790
R$ 68.390
com bancos de couro.

Agora os preços do hatch aventureiro:

+ HB20X Style 1.6 MT6: R$ 63.100
Central BlueMedia e TV digital de série.

+ HB20X Style 1.6 AT6: R$ 67.600

+ HB20X Premium 1.6 AT6

Os preços do sedã:

+ HB20S Comfort Plus 1.0 MT5: R$ 51.590
R$ 53.390
com central BlueMedia e TV digital

+ HB20S Turbo 1.0 MT6: R$ 57.590 (TV de série)

+ HB20S Comfort Plus 1.6 MT6: R$ 60.150 (TV de série)

+ HB20S Comfort Plus 1.6 AT6: R$ 64.650

+ HB20S Style 1.6 AT6: R$ 66.090

+ HB20S Premium 1.6 AT6: R$ 70.690
R$ 72.290
com bancos de couro

E ainda tem a série especial limitada (4.200 unidades):

+ HB20 Copa do Mundo FIFA 1.0 MT5: R$ 49.990

+ HB20 Copa do Mundo FIFA 1.6 AT6: R$ 61.990

+ HB20S Copa do Mundo FIFA 1.0 MT5: R$ 53.990

+ HB20S Copa do Mundo FIFA 1.6 AT6: R$ 65.990

Os fundamentos do time

Além da TV a bordo, a linha 2019 do HB20 tem outras alterações. Respire fundo e se concentre para entender o que muda na (confusa) escalação da Hyundai, que não vale para a série Copa do Mundo Fifa 2018 -- esta não traz, por exemplo, a grade frontal modificada, embora tenha detalhes escurecidos

A partir de agora todas as versões, menos a Turbo (aquela com motor 3-cilindros, 1.0, com 105 cv máximos e câmbio manual de seis marchas), receberão a grade frontal em formato de colmeia. Na esportivada R-Spec, os contornos serão em preto brilhante, mas nas demais serão cromados.

Mais: a versão de entrada Comfort passa a se chamar Unique, sempre usando motor 3-cilindros, 1.0 aspirado, com 80 cv (etanol) e transmissão manual de cinco velocidades. E todas as versões de entrada de hatch e sedã passarão a ostentar lanternas traseiras escurecidas.

Versões Premium e Style (com motor 1.6 aspirado de 128 cv, com quatro cilindros, além de câmbio manual ou automático de seis marchas) de HB20 e HB20S usarão rodas de liga leve de 15 polegadas diamantadas. O mesmo para as rodas de alumínio aro 16 do aventureiro HB20X.

Por dentro, todas as versões, exceto a Unique, receberão um pequeno rearranjo nos grafismos do quadro de instrumentos.

Mas e como joga este carro?

Com quase seis anos de carreira nos gramados brasileiros, o HB20 é um compacto de jogo equilibrado. Tem bom nível de equipamentos, obteve quatro estrelas de segurança no Latin NCAP e sempre alternou os padrões de acabamento e visual para agradar a diferentes bolsos e se manter no gosto da geral.

Desta vez, seja com a série Copa do Mundo Fifa 2018 (que testamos), seja com o restante da linha 2019, as mudanças tentam dar um ânimo nesta fase final de carreira da geração, que apesar de mostrar jogo de gente grande desde o começo, nunca encerrou uma temporada como campeão de vendas.

Se o trem-de-força do HB20 já foi referência em outros tempos, atualmente podemos dizer que ele ainda joga bem, apesar da idade: o motor tem bloco e cabeçote de alumínio e duplo comando de válvulas. É forte e tem até certa economia de combustível.

De toda forma, o novo uniforme com detalhes diferenciados para agradar a torcida. No caso do HB20 Copa que experimentamos, baseado na versão Comfort Plus (intermediária), temos detalhes em preto na grade, farol e nas rodas de aro 15; lanternas 3D; maçanetas cromadas; painel de instrumentos com grafismo alterado; emblemas da versão; bancos e tapetes exclusivos.

Completam a escalação sensor de estacionamento, faróis automáticos, volante com regulagem de altura e profundidade, abertura e fechamento dos vidros pela chave, retrovisores elétricos e todos os vidros com função um toque para descer e subir.

Mas há deslizes: apesar da segurança de construção (que inclui barras de proteção lateral nas portas e ganchos Isofix para cadeirinhas), há apenas os dois airbags obrigatórios, ao passo em que faltam encosto de cabeça e cinto de três pontos na posição central traseira.

Grade e faróis são comuns, sem LED. O porta-malas é pequeno, com apenas 300 l, o acabamento apesar de ter emblemas e detalhes é todo de plástico duro e sem texturas. E melhorou muito, mas ainda há uma certa morosidade da suspensão, que acaba virando problema com o passar do tempo.

Além disso, essa escalação só com direção hidráulica e ar manual já está batida e fácil de se antecipar pela concorrência. E mesmo o câmbio de seis marchas, que é rápido, mas também é áspero, já acabou superado por GM (Onix/Prisma), Volkswagen (Polo/Virtus) e até por PSA (C3 e 208) e pela Fiat (Argo/Cronos).

E, bizarro, escalaram TV digital na tela de sete polegadas, mas não câmera de ré (ou GPS, como já dissemos). Tem apenas sensor.

São pequenas falhas individuais, que tiram um pouco do brilho do jogo do HB20 e que, no fim das contas, o impedem de ser campeão. 

Mais Testes e lançamentos