Topo

Salão de Pequim

Chery aposta nos SUVs da família Tiggo, agora em tamanho médio

Josias Silveira/UOL
Família Tiggo é aposta completa para o Brasil; na China, tem até elétrico (que também pode pintar) Imagem: Josias Silveira/UOL

Josias Silveira

Colaboração para o UOL, em Pequim (China)

28/04/2018 08h00

Marca chinesa com principal vitrine no momento trará Tiggo 4, Tiggo 7 e também o sedã Arrizo

A abertura do Salão do Automóvel de Pequim (de fica acerto ao público até o dia 4 de maio) mostrou a força do mercado chinês e também de seus fabricantes. O maior consumidor de veículos do mundo -- mais de 27 milhões vendidos em 2017, numero que deve aumentar para 30 milhões este ano -- quer expandir sua ação em outros mercados, inclusive com modelos elétricos. Uma das expoentes entre as marcas anfitriãs, para o Brasil, é a Chery, que trouxe novidades interessantes.

Principal filão a ser explorado está o segmento de SUVs, com pelo menos três novidades. Há ainda uma aposta para o aquecido nicho dos sedãs compactos premium.

Veja mais

Carro chinês já é capaz causar admiração
+ Mercedes Classe A chega ao Brasil como hatch e sedã

Inscreva-se no canal de UOL Carros no Youtube
Instagram oficial de UOL Carros
Siga UOL Carros no Twitter

Apostas da Chery

A Chery iniciou recentemente uma nova ofensiva com o lançamento do SUV compacto Tiggo 2, inaugurando uma nova fase, associada com uma empresa brasileira e formando uma nova marca, a Caoa-Chery. No Salão de Pequim, Yalong Pan, vice-presidente da Chery, destacou que "nos sete primeiros anos de atuação no Brasil, pagamos para aprender". E completou dizendo que "a Caoa tem grande experiência no Brasil, não só como distribuidor, mas também na implantação de marcas. E por isso temos muita confiança na nova operação".

Confiança que vai logo se traduzir em novos produtos, continuando sua família de SUVs. No prazo de um ano deve surgir o Tiggo 4 (4,39 metros de comprimento), logo seguido pelo Tiggo 7 (4,50 m), respectivamente modelos médio e médio-grande que aqui receberão o letreiro da Caoa-Chery.

Josias Silveira/UOL
Tiggo 8 é SUV médio-grande com espaço para sete pessoas Imagem: Josias Silveira/UOL

No salão chinês, a Chery ainda apresentou o Tiggo 8, seu maior SUV -- este tem espaço para sete pessoas, tem chances de vir, mas ainda é um pouco incerto. Os Tiggo, apesar de desenho semelhante, variam não só em dimensões, como também em sofisticação, equipamentos e motorização.

Também deve chegar um novo sedã, apresentado agora em Pequim, o Arrizo GX (ou 6), com 4,57 m de comprimento, um pouco maior que o Honda City e perfeito para a aquecida frente dos compactos premium (de Fiat Cronos, Volkswagen Virtus, Chevrolet Cobalt e o próprio City, entre outros). 

Mark Schiefelbein/AP
Arrizo GX, também chamado de Arrizo 6, é aposta para segmento de Cronos, Virtus, City e Cobalt Imagem: Mark Schiefelbein/AP

Força total

Para nacionalizar o Tiggo 2 e os outros três novos produtos, a Caoa planeja aumentar a produção de sua fábrica em Jacareí (SP) de 35 para 120 carros/dia, além de usar também sua outra unidade em Anápolis (GO), segundo Marcio Alfonso, presidente da Caoa-Chery.

Além destes lançamentos, existe também a possibilidade da chegada ao Brasil de carros elétricos e híbridos, já que este é o principal objetivo do governo chinês, que incentiva uma menor dependência do petróleo para sua frota. E a Chery é uma das indústrias escolhidas para participar desta nova etapa.

Mais Salão de Pequim