Topo

Testes e lançamentos

Renault Captur fica mais amigável com câmbio CVT; assista e saiba como anda

Benê Gomes

Do Auto+

11/07/2017 06h00

Com duas novas versões, meta é emplacar mais unidades

O Captur com motor 1.6 SCe e câmbio CVT foi anunciado faz um tempinho, já no lançamento do modelo no Brasil, no final de fevereiro. Mas só agora, no final de junho, a versão intermediária do modelo chegou oficialmente às lojas da marca.

Fator decisivo no segmento dos SUVs, a transmissão automática já estava disponível na gama do veículo, mas era exclusividade da versão mais cara, equipada com o motor 2.0 e caixa de apenas quatro velocidades -- aquela mesma, já bem antiga e defasada, utilizada há alguns anos pelo "irmão de plataforma" Duster.

Mas agora, a transmissão CVT -- chamada pela aliança Renault-Nissan de X-Tronic CVT, assim como no "primo" Kicks --, além de mais eficiente e confortável no rodar, passa a ser uma exclusividade do Captur 1.6. Os preços da configuração com o novo câmbio variam entre R$ 84.900 (Zen) e R$ 88.400 (Intense)

Não é firula, mas um detalhe que pode embalar as vendas do carro, como a fabricante espera -- de fevereiro a junho, praticamente quatro meses de venda, foram 4.354 unidades vendidas, segundo relatório mais recente da Fenabrave (associação dos concessionários). Quer saber como ficou? Veja a vídeo-reportagem no topo da página.

Mais Testes e lançamentos