Seu Automóvel

Renault Captur vai bem na segurança: 4 estrelas no Latin NCAP; assista

Do UOL, em São Paulo (SP)

07/06/2017 14h10

SUV foi bem até no "teste do alce", que avalia o controle de estabilidade

Produzido sobre a mesma plataforma do Duster no Brasil, o recém-lançado Renault Captur foi bem melhor que o "irmão mais velho" nos resultados divulgados nesta quarta-feira (7) pelo Latin NCAP, programa de segurança viária para América Latina e Caribe.

Equipado de série em todas as versões com quatro airbags, controles de tração e estabilidade e ganchos Isofix para fixar cadeirinhas infantis no banco traseiro, o novo SUV da marca francesa foi avaliado com quatro estrelas (de cinco) na proteção de adultos, anotando 30,27 pontos de 34 possíveis, e três para crianças, com 33,68 de 49.

Em teste realizado em setembro de 2015, o Duster também levou quatro estrelas para adultos, mas ficou bem perto de ficar com três (11 pontos de 17), enquanto sua avaliação para crianças foi de duas estrelas (21,37 de 49). Na ocasião, o Duster avaliado era colombiano, equipado com apenas um airbag; por outro lado, os testes eram menos exigentes, envolvendo apenas colisão dianteira parcial a 64 km/h.


Desde meados do ano passado, porém, o instituto passou a submeter os veículos também a teste de impacto lateral a 50 km/h e a uma avaliação do controle de estabilidade, quando disponível, nessa ordem. Seguindo esses critérios, se o carro for reprovado em um dos testes, leva nota zero no geral, como aconteceu mês passado com o Chevrolet Onix.

Opinião

Segundo o Latin NCAP, a avaliação do Captur teve "muito bons resultados", com "proteção completa" para o passageiro da frente -- "adequada" para as pernas e "marginal" para o peito do motorista. A proteção para crianças foi considerada "satisfatória". O órgão destacou a importância dos airbags laterais no "teste do poste" e como as bolsas infláveis ajudam a preservar a cabeça e o tronco ao mesmo tempo no caso de impacto lateral, contendo o movimento do corpo na hora da batida.

O Captur também teve boa avaliação no teste do controle eletrônico de estabilidade, onde o carro muda de trajetória rapidamente, o famoso "teste do alce", e o sistema precisa dar conta de mantê-lo na trajetória. 

Alejandro Furas, secretário-geral do Latin NCAP, destacou também a integridade da estrutura após a avaliação, especialmente no teste lateral e em relação ao estado das portas, que absorveram bem o impacto. No lançamento do Captur, a Renault informou que promoveu reforços estruturais na comparação com o Duster, fato que acabou sendo comprovado. Em setembro de 2015, o órgão classificou a estrutura do Duster como "instável", com deformação excessiva do teto e do chão após a batida -- lembrem-se, ele foi testado apenas para a colisão parcial frontal.

"A Renault deve estar bem orgulhosa desse resultado. Esperamos que tanto a Renault, nos próximos carros, como o resto da concorrência na região apontem de forma rápida no sentido de oferecer esse tipo de segurança de forma padrão e básica para todos os veículos disponíveis aos latino-americanos", avaliou Furas.

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Seu Automóvel

Topo