Salão de São Paulo

Atualizada em 01.11.2016 15h17

Kia traz Niro híbrido ao Salão e cobra imposto especial do governo

André Deliberato

Do UOL, em São Paulo (SP)

A Kia confirmou nesta sexta-feira (28) que irá revelar ao público do Salão do Automóvel 2016 a configuração híbrida do Niro, suvinho compacto mostrado recentemente no Salão de Paris

Nada de promessas desta vez. Em resposta a UOL Carros, representantes oficiais da importadora confirmaram que a ideia é apenas apresentar o utilitário ao público, mas que não há chance de venda enquanto o governo não oferecer impostos a preços diferenciados para híbridos e elétricos.

"Não queremos 'incentivos', queremos algo definido. O governo brasileiro precisa seguir o conceito utilizado em vários outros países e definir de vez uma tributação mais barata para veículos 'verdes'", revela uma fonta ligada à marca.

Murilo Góes/UOL
Kia Niro pode ser vendido no Brasil se governo facilitar vida de híbridos e elétricos Imagem: Murilo Góes/UOL

Como é o Niro

Segundo a Kia, o suvinho é o primeiro modelo da marca montado sobre uma plataforma totalmente voltada à sustentabilidade -- que deve, aos poucos, passar a construir todo o line-up de produtos híbridos e elétricos da empresa, incluindo o Optima Hybrid e o Soul EV.

Desenhado pelos centros de design da Kia na Califórnia e da Coreia, ele traz muitas semelhanças com o novo Sportage, mas em dimensões menores e com maior foco no consumo de combustível -- de acordo com a marca, ele tem coeficiente aerodinâmico (cx) de apenas 0,29.

Por dentro, a posição de dirigir é elevada, bastante semelhante à do Soul; as baterias ficam localizadas sob os assentos traseiros. O sistema de entretenimento tem conectividade com AndroidAuto e CarPlay, além de 8GB de armazenamento para músicas e acesso a determinados aplicativos pela tela de sete polegadas. 

Trem-de-força

O Niro é equipado com o motor 1.6 Kappa GDI de quatro cilindros, mas reprojetado para aplicações híbridas -- somente ele é capaz de desenvolver 103 cv. Aliado a um pequeno motor elétrico de 43 cavalos, o conjunto pode produzir desempenho total de 146 cv e 27 kgfm de torque. Um recém-desenvolvido câmbio automatizado de seis marchas e dupla embreagem comanda o sistema.

Vale ressaltar que não há tomada para recarregamendo, como no Prius (o Niro é autorecarregável). Os freios com sistema regenerativo e a própria desaceleração são os responsáveis pela recarga do motor elétrico.

Além do Niro, a Kia expõe ainda mais três novidades de sua linha: o sedã Cadenza agora com motor GDI (com injeção direta de combustível) e o sedã Optima GT (com motor turbo). Haverá ainda a estreia do novo Cerato, que passa a ser importado do México. Fica a dúvida, porém, sobre o já prometido e muito adiado Rio. 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Topo