Topo

Carros

Nissan Tsuru pode ser "mortal" se colidir contra outro carro; veja

Veja o momento da colisão

UOL Carros

Do UOL, em São Paulo (SP)

27/10/2016 17h15

Um dia depois de a Nissan confirmar a aposentadoria do Tsuru (carro projetado no início dos anos 1980), no México, o sedã foi submetido a um crash test inédito: em evento conjunto, o IIHS (The Insurance Institute for Highway Safety, órgão responsável pela segurança viária norte-americana) e o Latin NCAP (responsável por testes para Caribe e América Latina, incluindo Brasil), promoveram a colisão frontal do Tsuru com um Nissan Versa 2016 fabricado no México.

Transmitido ao vivo pelo Facebook do Global NCAP, o evento foi realizado nesta quinta-feira (27) direto de Virgínia, nos Estados Unidos.

O Tsuru já tinha obtido zero estrela em segurança para motorista e passageiro em 2013, durante testes de colisão feitos pelo Latin NCAP. Agora, no teste de colisão frontal contra outro carro mais "moderno" foi classificado como "mortal" pelos representantes das organizações responsáveis pelo teste. Já o Versa foi classificado como "bom" (são 4 estrelas para adultos e 2 para crianças).

Um eventual motorista do Tsuru teria lesões graves e altas chances de perder a vida. O Tsuru não tem airbags e as principais estruturas entraram em colapso no momento da batida, comprometendo o espaço de sobrevivência.

Ainda que nada usual em testes, a "pancada" com os dois a 80 milhas por hora (128 km/h) implicou em uma deformação assustadora do Tsuru -- e a ideia dos institutos foi chocar, mesmo, para explicitar o perigo de quem roda a bordo de carros de arquitetura antiga, mas ainda vendidos como novos em mercados subdesenvolvidos.

"Esta decisão de parar de vender um veículo tão inseguro é muito demorada. Há três anos seu resultado foi zero estrela. A Nissan demorou bastante em reconhecer que este automóvel é inaceitável" afirma David Ward, secretário geral do Global NCAP.

Outro lado

Em resposta ao ocorrido, a Nissan do México reiterou o anúncio feito na quinta-feira sobre a aposentadoria do Tsuru. De toda forma, o carro seguirá à venda no México até maio de 2017 -- decisão que contraria os órgãos de segurança, que questionam a manutenção das vendas por mais de um semestre.

"O Tsuru é um dos líderes de venda da indústria automotiva mexicana. Muitas famílias escreveram suas histórias a bordo do carro, que não terá substituto direto", aponta a declaração da fábrica, que classificou o sedã como "icônico". 

 

Mais Carros