Seu Automóvel

Segurança: zero-estrela latino se aposenta, novo Fiat Tipo derrapa

Divulgação
Nissan Tsuru em crash test de 2013: quase zero absoluto Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo (SP)

27/10/2016 08h00

Um comunicado distribuído pela Nissan pouco antes das 19h desta quarta-feira fez a redação celebrar: o sedã mexicano Nissan Tsuru terá sua produção encerrada em maio de 2017, após 33 anos ("nasceu" por lá em 1984 como Sentra). E por quê nos importamos com um carro vendido no México? Por questões de segurança.

Claro, a Nissan mexicana ressalta quase 2,5 milhões de unidades vendidas do sedã, mas fato é que o Tsuru é uma aberração em termos de sobrevivência de seus ocupantes em caso de acidente. Em 2013, o Latin NCAP (consórcio privado de verificação de segurança que investiga carros fabricados no Brasil, Caribe e América Latina) deu classificação zero estrela para o sedã, tanto na segurança para adultos (recebeu índice 1.00 de 17.00), quanto para crianças (0 de 49). Um desastre.

Naquele mesmo ano, Clio e Agile também zeraram o teste de segurança do Latin NCAP e assustaram o Brasil: agora, o modelo da Renault será substituído pelo inédito Kwid, enquanto o Agile se aposentou precocemente. 

Claro, o Tsuru ainda segue à venda por lá até 2017 tendo como foco público de taxistas, frotistas e mesmo consumidores comuns que precisam de transporte a baixo custo, algo cada vez mais raros em diversos mercados, inclusive no Brasil. Com preço de 144.600 pesos (R$ 24 mil), é o modelo mais barato da marca (o hatch March custa o equivalente a R$ 27.400 por lá) e um dos mais baratos daquele mercado. No lugar, são/serão produzidos modelos mais caros: Kicks e as novas picapes Nissan Frontier/ Mercedes-Benz Classe X.

Sua aposentadoria, porém, pode servir para que o bloco latino-americano tenha cada vez menos espaço para modelos inseguros. Por isso celebramos. 

Euro NCAP/Divulgação
Novo Tipo no Euro NCAP: abaixo de Golf, Focus e similares Imagem: Euro NCAP/Divulgação

Por outro lado

Choramos, porém, uma nota ruim de um projeto novo e que deveria ser concebido de modo a ser o mais seguro possível. O europeu Fiat Tipo recebeu apenas três estrelas do Euro NCAP, quando equipado com itens de série. A avaliação sobe a quatro estrelas na configuração com os opcionais (aviso de colisão frontal e freio automático). Não há sistema de detecção de pedestres, que ajudaria a ampliar a nota da configuração mais completa.

Segundo o Euro NCAP, o problema do Tipo é visar preço menor, mas abrir mão de nível de segurança de série que seus rivais já oferecem.

Global, o projeto do novo Tipo não é confirmado para o Brasil, mas pode sim chegar por importação ou até mesmo dar origem a algum modelo local no futuro. Portanto, seria bom que esse modelo fosse o mais seguro possível.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Seu Automóvel

Topo