Carros

Detroit tem até tanque de guerra; veja o "lado B" do Salão

André Deliberato

Do UOL, em Detroit (EUA)

15/01/2016 08h00

Além das novidades para o mercado local e para o resto do mundo, incluindo o Brasil, o Salão de Detroit, um dos mais importantes do mundo, tem um lado curioso. Tipicamente norte-americano -- no frio, com várias praças de fast food e até com a presença de cowboys --, o evento deve atrair quase 1 milhão de pessoas por ano, sendo 900 mil visitantes que pagam ingresso e quase 100 mil divididos entre convidados, empregados das fabricantes, trabalhadores do Cobo (completo onde acontece o evento) e jornalistas.

UOL Carros mostra um lado curioso do salão: há estandes dos mais variados tipos: designers querendo mostrar seu trabalho, fornecedores atrás de contratos com as montadores maiores, empresas preparadoras de automóveis.

Há até um complexo onde o exército norte-americano expõe seus jipes, tanques e caminhões.

Viagem a convite da General Motors

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Topo