Carros

Sportage de 4ª geração inicia novo ciclo da Kia no Brasil em março

Eugênio Augusto Brito
Leonardo Felix

Do UOL, em São Paulo (SP)

18/12/2015 08h00

Após despontar como marca da moda no Brasil, no fim da última década, e despencar com a criação do Inovar-Auto, a partir de 2013, a Kia voltou a vislumbrar um futuro sustentável no Brasil graças à construção da fábrica de Pesquería (México). De lá, os representantes da fabricante coreana poderão trazer modelos sem o peso dos 35% do Imposto de Importação, graças a um acordo comercial entre os países, aliviando também a limitada cota de 4.800 unidades/ano sem alíquota cheia de IPI.

Juliano Domingues Pereira/UOL
Camuflagem não foi capaz de esconder elementos que diferenciam o novo Sportage de qualquer rival, como os faróis ressaltados, as luzes de posição (divididas em quatro grandes fachos de LED e em ousado formato quadrangular) e as rodas diamantadas com raios em forma de Y Imagem: Juliano Domingues Pereira/UOL
A ideia é fazer com que os dois últimos anos de marasmo fiquem para trás e tornar 2016 um período de novidades fortes -- e rentáveis -- para a marca. A primeira delas, a quarta geração do Sportage, já foi vista por UOL Carros em dois momentos. O primeiro ocorreu no Salão de Frankfurt, em setembro, onde o SUV médio fez sua estreia global. Para conferir, basta dar o play no vídeo. O segundo é um flagra enviado pelo leitor Juliano Domingues Pereira, que mostra o utilitário rodando em uma estrada vicinal à rodovia Raposo Tavares perto de Tatuí (SP).

José Luiz Gandini, presidente da Kia no Brasil, confirmou a chegada para março. UOL Carros apurou que o motor 2.0 4-cilindros flex será mantido, porém recalibrado para entregar mais do que os atuais 20,4 kgfm de torque (etanol), especialmente em baixas rotações, e ser mais eficiente em emissões. A potência de 169 cv deve ser mantida. Lá fora, a transmissão será automatizada de dupla embreagem e sete marchas. Por aqui, é provável a manutenção da automática convencional de seis velocidades.

Visualmente, o Sportage é ainda mais chamativo e bonito que o da atual geração. Os faróis ressaltados o fazem lembrar um Porsche Macan, embora a grade estilo "nariz de tigre" nos lembre que se trata de um SUV asiático. Luzes de posição emulando um cubo e lanternas tridimensionais em forma de ondas, tudo em LED, são outros pontos de destaque. Novidades no pacote de equipamento devem fazê-lo bater R$ 100 mil até na versão de entrada, que hoje custa R$ 95.900.

Gandini, aliás, não fez questão de admitir que sua nova estratégia comercial, frente às restrições de importação e à recente desvalorização do real, será apostar em número limitado de versões para toda a gama, sempre com muito recheio -- algo aplicado ao Soul. Só assim será possível justificar os bruscos aumentos de etiqueta que a marca deve promover na linha. "Precisamos repassar perdas com câmbio e impostos de alguma forma. Não tem como segurar", admitiu. 

Juliano Domingues Pereira/UOL
Diodos com efeito 3D nas lanternas traseiras também estão à mostra Imagem: Juliano Domingues Pereira/UOL

Cerato, Optima, Rio e KX3

Além do Sportage, a Kia vai promover outras mudanças importantes no Brasil. Logo depois do SUV chegam as reestilizações do sedã médio Cerato, o primeiro modelo a sair do forno na fábrica mexicana, e Optima, três-volumes executivo produzido na própria Coreia. A família de compactos Rio, nas configurações sedã e hatch, chega entre maio e junho, no embalo dos Jogos Olímpicos e do acordo Brasil-México, para brigar contra Ford Fiesta a Hyundai HB20. UOL Carros já falou tudo sobre ele neste outro texto

Fica faltando o Suvinho KX3, com o qual a Kia quer incomodar (dentro das limitações de quem não fabrica localmente, claro) Honda HR-V, Jeep Renegade, Renault Duster e Ford EcoSport. Parente distante do nosso HB20, já que usa a plataforma do ix25 (utilitário-esporte compacto que compartilha parte da base com o compacto brasileiro), o KX3 deve ser lançado somente em novembro, depois do Salão de São Paulo, com importação provavelmente via México. Opções de motores deverão ser semelhantes àquelas usadas lá fora: 1.6 e 2.0. 

Reprodução/Autoexpress
Anti-Eco da Kia tem desenho bastante alinhado ao do novo Sportage Imagem: Reprodução/Autoexpress

Mande fotos por e-mail ou WhatsApp

Se você fotografar ou filmar um carro diferente e/ou camuflado, envie para UOL Carros, com seu nome completo, RG e/ou CPF, telefone, cidade de residência e local do flagra. A critério da Redação, elas podem ser publicadas, sempre com o devido crédito ao autor. Não há remuneração.

UOL Carros também usa o WhatsApp como forma de receber suas imagens: basta adicionar o número +55 11 9-9955-8532. E segue válido a forma anterior, pelo e-mail uolcarros@uol.com.br.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo