Carros

VW pede desculpas no Japão e diz que vai apostar em carros limpos

Eugênio Augusto Brito

Do UOL, em Tóquio (Japão)

28/10/2015 00h49

A Volkswagen não fez uma apresentação na abertura do Salão de Tóquio, na manhã desta quarta-feira (28) aqui no Japão. Fez um pedido formal de desculpas aos consumidores.

- Mais do Salão de Tóquio 2015 no Instagram

Os dois maiores executivos da marca no país gastaram 10 dos 15 minutos se conferência para dizer que a marca estava envergonhada pelo escândalo dos testes de emissão fraudados, que afeta 11 milhões de carros em todo o mundo, inclusive o Brasil, com a picape Amarok.

Mais: segundo Herbert Diess, presidente-executivo global da marca Volks (não do grupo), o problema em que a marca se meteu globalmente atrapalha todo o cronograma no país, que envolvia a apresentação maciça e programada de novos modelos de passeio com motor a diesel. Seriam lançamentos fundamentais para uma marca que ainda é pouco expressiva e busca crescer após 16 anos da entrada no mercado. Tudo adiado, sem data definida para retomada.

Eugênio Augusto Brito/UOL
Escândalo das emissões adiou planos de expansão para o mercado japonês; com isso, maior novidade da marca em Tóquio será uma "velharia": é a nova geração do Tiguan, já apresentada em Frankfurt Imagem: Eugênio Augusto Brito/UOL
Marca tenta se limpar

Como saída, Diess e Sven Stein, diretor representante da Volkswagen no Japão, afirmam que medidas técnicas já estão sendo tomadas para resolução do caso. Além do recall para modificação do software de motores a diesel dos carros afetados em todo o mundo, que começam em janeiro, a marca vai apostar forte em carros verdes, híbridos e elétricos. Ou seja, terá de ser muito limpa e ambientalmente correta para "limpar sua barra" em todo o mundo.

Diess apresentou a variante elétrica do novo Tiguan, que já estava presente no Salão de Frankfurt, em setembro, mas deu detalhes sobre a EQB, nova plataforma modular para carros elétricos.

Espécie de MQB (a base que criou Golf, Audi A3 e o novo Tiguan a combustão) para carros verdes, a EQB deve facilitar produção em massa de carros verdes, que terão como maior característica o aumento da autonomia, chegando a 500 quilômetros no modo elétrico.

Viagem a convite da Anfavea

Salão de Tóquio 2015
1 | 0

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo