Carros

Evoque será feito no Brasil em 2016; motor flex vem depois

Divulgação
Eis a fábrica da Jaguar Land em Itatiaia: operários treinam para montar unidades de teste do Land Rover Discovery Sport (à esq.) e do novo Range Rover Evoque, já de cara nova Imagem: Divulgação

Leonardo Felix

Do UOL, em Itatiaia (RJ)

02/10/2015 06h00

Tudo definido: a Jaguar Land Rover confirmou que vai produzir o crossover premium Range Rover Evoque na futura fábrica de Itatiaia (RJ), que está na fase final de fundação -- o complexo fica pronto no fim deste ano. Nem foi uma decisão tão difícil, embora mantida no ar até o momento: o Evoque é "apenas" o modelo mais vendido pela empresa no país nos últimos anos.

Com a decisão, anunciada na quinta-feira (1º), estão definidos os primeiros dois modelos a serem fabricados no Brasil: antes do Evoque, a empresa havia apontado a UOL Carros a fabricação local do Land Rover Discovery Sport, modelo que já chega ao país por importação.

Ambos começam a ser montados em sistema de pré-série no primeiro trimestre de 2016. Nas lojas, porém, a prioridade será do Evoque nacional, que chegará um pouco antes que o Discovery Sport.

Sem estipular datas, o grupo estima que as vendas dos modelos fabricados localmente devam começar até junho do ano que vem. Uma coisa os executivos garantem: o Evoque brasileiro terá o visual renovado apresentado durante o Salão de Genebra 2015, e que já está à venda na Europa e Estados Unidos.

Quem quiser se antecipar à fábrica poderá comprar as primeiras unidades do novo Evoque em novembro, quando o modelo chegará por importação. Em dezembro, será a vez de trazer da Inglaterra as versões a diesel do Discovery Sport.

Flex está no radar

Na primeira fase de operação do complexo, a montagem será feita por CKD (as peças chegam prontas de fora e são apenas "encaixadas" dentro da fábrica). Segundo fontes consultadas por UOL Carros, os modelos nacionais não serão mais baratos que os importados.

Atualmente, o Evoque parte de R$ 197.500 na versão Pure, enquanto o Sport começa em R$ 179.900 na versão SE. A marca, porém, não garante que manterá tais valores até 2016, por conta da volatilidade cambial. 

Patamares de vendas também devem seguir parecidos: média de 4.500 unidades/ano para o Range Rover Evoque, 2.000 para o Discovery Sport.

Irmãos de plataforma, os dois utilitários compartilharão também os motores: 2.0 a gasolina, quatro cilindros, com turbo (240 cv de potência e 34 kgfm de torque); e 2.0 a diesel, também de quatro cilindros (190 cv e 42,8 kgfm). A transmissão é sempre automática de nove marchas da ZF. A expectativa é que as vendas do Evoque sejam predominantemente de versões a gasolina; no Discovery, motores a diesel são preferidos.

Questionado sobre a possibilidade de trabalhar com motores flex, o diretor de manufatura de Itatiaia, Neale Jauncey, afirmou que a opção está nos planos do grupo, mas apenas quando toda a gama de motores Ingenium, recém-estreada no Jaguar F-Pace, substituir a atual família Legacy da ex-parceira Ford (que equipa Evoque, Discovery Sport, mas também Ford Fusion).

"É necessário um árduo trabalho de homologação, que não faz sentido em motores antigos", explicou. Estamos falando, portanto, de uma alternativa para a última fase de expansão da unidade de Itatiaia, entre 2018 e 2020.

Jaguar na espera

A confirmação do Evoque como segundo modelo feito no Brasil frustrou quem esperava a confirmação de um modelo da Jaguar -- o favorito era o recém-lançado sedã XE. A UOL Carros, Neale explicou que a ideia, neste momento, é "provar que o Brasil consegue produzir os carros da Land Rover com a mesma qualidade [daqueles feitos no Reino Unido]", para só então incluir modelos da marca co-irmã.

XE e F-Pace continuam sendo os favoritos para esta missão, já que usam a plataforma mais atual da marca, feita com 75% de alumínio e com modularidade. Contudo, o projeto pode mudar de rumo caso o grupo decida fabricar aqui o substituto do veterano Land Rover Defender -- este modelo, aliás, será apresentado em 2016.

Viagem a convite da Jaguar Land Rover

Jaguar F-Pace dá looping na apresentação em Frakfurt

 

 

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo