Carros

Toyota Corolla Altis rompe a barreira dos R$ 100 mil

Divulgação
Corolla Altis é opção aos alemães para quem é fã da Toyota Imagem: Divulgação

Do UOL, em São Paulo (SP)

21/07/2015 08h00

Lançada em março, a linha 2016 do Toyota Corolla passou por alguns reajustes de preço. A configuração Altis CVT, topo de linha que era vendida por R$ 99.990 agora rompeu a barreira do R$ 100 mil -- valor geralmente associado a modelos de luxo: custa R$ 100.990.

Segundo a Toyota, a versão Altis é feita para agradar aos fãs de marca, que acabam trocando um Corolla por outro e precisam de novo patamar. "É feito para o fã da marca, relativamente bem posicionado financeiramente na vida, que procura tudo que um carro alemão poderia oferecer, mas sem querer ostentar", afirmou fonte ligada à marca. 

Seus principais concorrentes são as configurações mais caras de sedãs médios como Civic, Focus Sedan, Jetta, Cruze e Sentra, entre outros. Mas acabam lutando contra modelos alemães de entrada, como o Audi A3 Sedan, que custa R$ 97.990 na versão inicial com motor 1.4 turbo de 122 cavalos e 20,39 kgfm (gasolina); modelos diferenciados, caso de Subaru Impreza (com motor boxer turbo e tração integral) ou Nissan Altima e Ford Fusion (sedãs grandes); e mesmo veículos de outra categoria, como os SUVs Honda HR-V, Jeep Renegade, Hyundai ix35 e similares.

"O Corolla Altis é mais completo e bem acabado que estes alemães (de entrada) e carros que disputam mercado com ele", garante a fonte. Clique aqui para visualizar o catálogo oficial da linha 2016 do sedã e ver seus equipamentos.

Murilo Góes/UOL
Apesar do visual moderno e das qualidades, é difícil justiticar os R$ 101 mil do Altis Imagem: Murilo Góes/UOL

O que ele tem e não tem

Apesar do visual moderno, do espaço interno generoso e do bom porta-malas (470 litros), o Corolla Altis usa motor aspirado de 2 litros e 153,6 cv e 20,7 kgfm (com etanol) e câmbio CVT emulando sete marchas. Assim, enfrenta rivais que oferecem mais equipamento cobrando bem menos que seus quase R$ 101 mil. Este valor, aliás, não inclui possíveis adicionais como cores metálicas e acessórios (lista que inclui o importante sensor de estacionamento). E não há, para quem quiser, opção de rodas de 17 polegadas, mais arrojadas.

Também não consta no catálogo do Corolla Altis controles eletrônicos de tração e estabilidade, por exemplo. A eletrônica que amplia a segurança ativa está presente nas versões mais caras do Honda Civic (R$ 88.400), Nissan Sentra 2016, Volkswagen Jetta e Chevrolet Cruze. O novo Ford Focus de três volumes certamente manterá tais equipamentos em sua nova linha, que chega em breve.

De toda forma, a linha Corolla é a mais vendida entre os sedãs médios: foram emplacadas 31.935 unidades de janeiro a junho -- como referência, o rival Civic (2º colocado) emplacou praticamente metade disso, com 17.196 unidades.  

O Corolla GLi A/T custava R$ 75.600 e atualmente só pode ser encontrado a partir de R$ 76.360; o XEi 2.0, que saía por R$ 86.900, hoje vale R$ 87.770. Apenas a versão de entrada, GLi com câmbio manual, continua sendo vendida por R$ 69.690. Gosta do Altis? Prefere apostar nos rivais ou subir de segmento? Opine!

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Topo