Carros

Peugeot muda 308 e 408 feitos na Argentina; 308 francês será anti-Golf GTI

Leonardo Felix

Colaboração para o UOL, em Buenos Aires (Argentina)

18/06/2015 21h32

Quando a segunda geração do Peugeot 308 foi apresentada ao mundo, no Salão de Frankfurt de 2013, UOL Carros avisou que o Brasil demoraria a ver o modelo. Fabricado sobre a nova plataforma média do grupo PSA, a EMP2, o modelo não tem condições de ser produzido na América do Sul, que ainda convive com a geração anterior dos produtos médios tanto da Peugeot, quanto da Citroën. Ainda assim, a espera está finalmente está perto do fim, após quase dois anos.

Mas ainda há um desencontro. Nesta quinta-feira (18), no Salão de Buenos Aires, a marca francesa anunciou o lançamento do 308 francês na América do Sul, mas não mostrou o carro, alegando questões logísticas. No estande, as novidades eram as reestilizações do 308 sul-americano, bem como do sedã 408, ambos feitos aqui perto, em El Palomar. 

Passando os planos da marca a limpo: o sedã 408 trará novo estilo, enquanto o 308 argentino terá novo visual e ganhará o reforço do 308 francês como versão de performance. O objetivo da marca é dobrar sua participação no segmento de médios. A tarefa nem é tão difícil, basta que os novos produtos caiam no gosto do público. Somados, 308 e 408 atuais vendem cerca de 400 unidades/mês. Todos estreiam no Brasil ainda este ano, com o 308 francês chegando no último trimestre.

Duas gerações, um nome

Certamente, o ponto mais complexo da nova estratégia da Peugeot diz respeito ao 308. Primeiro, haverá um facelift do modelo vendido atualmente no Brasil, que é fabricado na Argentina. Mostrado no estande da marca no Salão de Buenos Aires, o 308 reestilizado trará frente inspirada (e apenas isso) no visual do 308 europeu. Mais retilínea, se vale de novo capô, grade hexagonal, para-choque refeito e novos faróis para ficar com ar mais arrojado. Na traseira, nenhuma mudança digna de nota.

Em termos de configurações, sai a versão Activ (de entrada) e seguem a Allure 1.6 e 2.0, além da Griffe 1.6 turbo (THP), todas com motores bicombustível. Haverá ~um acréscimo de equipamentos, como por exemplo a adoção de sistema multimídia com conexão MirrorLink para celulares THP. 

Divulgação
Esse é o Peugeot 308 GT francês... que não veio ao salão argentino Imagem: Divulgação
Para ficar acima das três versões e fazer frente, por exemplo ao Volkswagen Golf GTI, a Peugeot trará o 308 francês, que está uma geração à frente do modelo argentino/brasileiro e tem o novo visual retilíneo da marca mais bem executado. Feito sobre a plataforma EMP2, é 3 cm mais curto que o modelo local (são 4,25 m), mas 1 cm mais espaçoso (2,62 m). O porta-malas também é reduzido (de 470 para 420 litros) -- as proporções dão ao modelo proposta mais esportiva, urbana e masculinizada. No interior, o painel seguirá o estilo iCockpit, com quadro de instrumentos "flutuando" sobre o volante, assim como nos compactos 208 e 2008.

O motor também será o THP 1.6, com turbo e injeção direta, mas deve gerar até 205 cavalos. O cãmbio será o automático de seis marchas. A Peugeot avisou que usará uma nomenclatura para diferenciar o modelo argentino do francês. UOL Carros aposta no sobrenome GT.

Com isso, não espere preços abaixo de R$ 90 mil para esta configuração. O 308 argentino atual chega ao topo de R$ 80.490 na versão Griffe 1.6 THP.

Murilo Góes/UOL
Sedã 408 também aposta em grade hexagonal e novo estilo para faróis e para-choque Imagem: Murilo Góes/UOL

O que muda no 408

Murilo Góes/UOL
Imagem: Murilo Góes/UOL
O sedã também segue a mudança proposta ao hatch argentino, emulando o visual dos novos carros europeus. A traseira apresenta apenas alterações sutis na lanterna, como uso de LED e elementos cromados para formar uma espécie de bumerangue.

Curiosamente, o recurso lembra bastante aquele utilizado pela Nissan no novo Sentra. O motor será o THP Flex, de 173 cv, e a lista de equipamentos será pareada à do 308.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo