Carros

Citroën já achou um jipinho urbano para vender no Brasil: é o C-XR

Claudio Luís de Souza

Do UOL, em Pequim (China)

20/04/2014 12h16Atualizada em 25/04/2014 12h31

Sem fazer muito alarde, a Citroën pode ter revelado no Salão de Pequim, iniciado neste domingo (20) na capital da China, um novo modelo para o mercado brasileiro. Como não poderia deixar de ser, trata-se de um SUV compacto.

Claudio Luís de Souza/UOL
Conceito Citroën C-XR surge de mansinho em Pequim: SUV urbano com adereços Imagem: Claudio Luís de Souza/UOL
O carro em questão é o C-XR, ainda em fase conceitual. Com 4,26 metros de comprimento, ele promete oferecer amplo entre-eixos de 2,65 metros, ao menos uma versão dotada do motor THP de 1,6 litro (sobrealimentado), rodas de aro 17 calçadas por pneus polivalentes e um visual bastante convencional se comparado ao do novo C4 Picasso e, especialmente, ao do conceito Cactus.

O C-XR preencheria uma lacuna grave na gama brasileira da Citroën: sobram multivans (C3 Picasso, Aircross) e falta um jipinho com "cara" de jipinho. Vale notar que o europeu C4 AirCross não pode ser vendido no Brasil devido a limitações da parceira da francesa com a Mitsubishi -- ele é um "rebadging" do ASX; a Peugeot tem, na mesma plataforma, o 4008.

Segundo a Citroën, o C-XR é o primeiro modelo desenvolvido em colaboração com a fabricante chinesa DongFeng -- que recentemente tornou-se acionista da Peugeot, a outra integrante do grupo PSA (a DongFeng e o governo da França detêm, cada uma, 14% das ações).

Claudio Luís de Souza/UOL
Um trunfo do C-XR é não parecer tanto um Citroën: ficou simples e elegante Imagem: Claudio Luís de Souza/UOL
Em tese, quando virar carro de produção o C-XR visará apenas ao mercado da China. Embora a preferência local ainda seja pelos sedãs (se possível, alemães ou coreanos), a onda dos jipinhos urbanos já está em formação por aqui. Não foi à toa que a Ford, player tardia na China, mas já dona de um best-seller (o Focus), fez questão de lançar o nosso EcoSport no país.

E há mais um aspecto que aproxima o C-XR do Brasil: ele é feito sobre a mesma plataforma da PSA (PF1) que dá origem aos modelos C3 e 208, fabricados em Porto Real (RJ). Mais ainda: o futuro C-XR será uma espécie de "irmão de criação" do Peugeot 2008, SUV compacto nacional que será lançado ainda este ano (o carro da marca do leão é 11 centímetros menor).

Claudio Luís de Souza/UOL
Linha de caráter e lanternas altas dão ao C-XR um quê de crossover Audi Imagem: Claudio Luís de Souza/UOL
Resta descobrir se os planos da PSA para o Brasil (que fabrica os compactos das duas marcas; a Argentina faz os médios) darão mesmo prioridade ao Peugeot 301, que parece ser o próximo da fila de Porto Real quando o 2008 finalmente estiver nas lojas. Afinal, é preciso oferecer algo no lugar do agonizante 207 Sedan, de quebra entrando no interessante sub-segmento dos três-volumes espaçosos, mas não médios. O "duplo" do 301, o C-Elysée, não tem chance de ser produzido em nosso país; e, no entanto, é possível dizer que o C-XR será o "suvinho" derivado dele.

UOL Carros não conseguiu contato com a Citroën do Brasil neste domingo (20). Aqui em Pequim, no estande da marca, só se falava chinês.

Viagem a convite da Chery Automobile

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo