Carros

BMW espera Planalto para definir ligação do elétrico i3 com o Brasil

Leonardo Felix

Colaboração para UOL Carros, de Araquari (SC)

16/12/2013 17h52

Durante a cerimônia de lançamento da pedra fundamental da primeira fábrica da BMW no Brasil, realizada em Araquari (SC), os executivos alemães apresentaram também o elétrico i3, já à venda na Europa, mas que ainda não havia sido visto no país.

Criado para ser uma opção de mobilidade quase que exclusivamente urbana, o modelo já tem fila de espera de meses na Europa e começará a ser vendido nos Estados Unidos, Japão, China e Coreia do Sul já no começo de 2014. A chegada ao Brasil está prevista para o segundo semestre de 2014, por importação, mas sem preço oficial definido.

A informação de que o carro elétrico será vendido no Brasil no próximo ano já era conhecida e foi antecipada pelo jornalista Fernando Calmon, colunista de UOL Carros. Havia também estimativa "chocante" de preço, cerca de R$ 230 mil, do qual a BMW quer fugir com todas as forças.

  • Leonardo Felix/UOL

    BMW i3 está à venda na Europa há algumas semanas e tem gerado filas de espera de meses

IPI ZERO PARA VERDES?
Carlos Cortes, responsável da BMW pelo projeto do i3 para o Brasil, afirmou que a marca aguarda parecer do governo federal sobre projeto apresentado pela Anfavea (associação de fabricantes automotivos do país) para determinar diretrizes para a importação e fabricação de veículos de propulsão alternativa no país. O objetivo seria obter o benefício de taxação zerada do IPI para o elétrico.

Segundo o executivo, o plano incluiria a importação de um número mínimo de unidades em 2014 -- cerca de 400, no caso do i3 --, que seria ampliado gradualmente. A partir 2017, haveria a possibilidade de iniciar a produção do modelo no Brasil.

Espera-se que a resposta do Planalto venha até o segundo trimestre do próximo ano.

SE LIGA NO ELÉTRICO
O i3 é construído com motor elétrico de íon-lítio, que pesa 50 kg e gera 170 cavalos de potência máxima e 25,5 kgfm de torque (instantâneo, sobre as rodas traseiras). Com ele, o carro acelera de 0 a 100 km/h em 7,2 segundos e tem autonomia para rodar até 160 quilômetros.

Há um opcional "poluidor": uma das versões, chamada de i3 com autonomia estendida, tem também um motor dois-cilindros, de 650 cm³, que permite rodar mais 100 km usando gasolina.

O interior tem mescla de materiais: há o uso de componentes recicláveis, placas amadeiradas, plástico suave ao toque, couro e também suede. A BMW aposta ainda em linha de produtos como bolsas, cintos e carteiras que compartilham materiais e cores com o carro, para criar a noção de imersão no universo do modelo -- é a estratégia do mercado premium, usada com sucesso pela própria BMW e também por Mini, Audi, Mercedes, Ferrari e até pela Citröen com sua linha DS.

HORA DA POSE

  • Divulgação

    Com presença do vice-presidente Michel Temer (ao centro, atrás do arbusto) e da ministra da Secretaria de Relações Institucionais Ideli Salvatti, políticos locais e executivos da BMW usam pás douradas para fundação simbólica da fábrica de Araquari (SC)

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Carros

Topo