Carros

Renault vai revisar 15 mil motores por caso de emissões poluentes

Yoan Valat/EFE
Governo francês: Renault não fraudou testes, mas tem carros com índices fora do padrão Imagem: Yoan Valat/EFE

19/01/2016 11h13

A Renault vai chamar para revisão 15 mil veículos zero quilômetro, ainda não vendidos, para fazer ajustes em seus motores. A decisão acontece após a divulgação da notícia de que a marca não atingiu as metas francesas antipoluição. O anúncio da medida foi divulgado nesta terça-feira (19) pela ministra de Ecologia francesa, Segolene Royal, que havia dito na semana passada que a marca não havia cometido fraude.

"A Renault se comprometeu a chamar um determinado número de veículos para verificá-los e, caso necessário, ajustá-los para que o sistema de filtração funcione corretamente", disse a ministra à rádio francesa RTL. Os "novos carros devem estar em conformidade com os índices", completou.

Nesta segunda-feira (18), a Renault realizou uma reunião no ministério da Ecologia francês com a comissão técnica que detectou um descumprimento das normas antipoluição em seus motores a diesel -- segundo testes mais recentes, alguns modelos ultrapassavam os níveis autorizados de CO2 e óxido de nitrogênio. Não foi detectada, ao menos, a utilização de programas fraudulentos. 

Segolene Royal havia ordenado a inspeção de veículos de várias marcas depois do escândalo da Volkswagen, que equipou 11 milhões de carros com motores turbodiesel que continham um software capaz de alterar os resultados dos controles antipoluição. Outros fabricantes envolvidos "aceitaram depor ante a comissão", disse a ministra, sem citar mais nomes.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Topo