Carros

Kawasaki lança para o mundo nova Ninja ZX-10R no Salão Duas Rodas

Arthur Caldeira

Da Infomoto

Em um cronograma sincronizado entre Brasil e Europa (foram apenas quatro horas de diferença entre os horários de apresentação), a Kawasaki mostrou nesta quinta-feira (8), em seu estande no Salão Duas Rodas, a reestilização da Ninja ZX-10R. A superesportiva de 1.000 cc é baseada no protótipo com o qual a marca disputa o Mundial de Superbike -- tendo, inclusive, conquistado por antecipação o título da atual temporada.

O modelo só deverá desembarcar por aqui no segundo semestre de 2016, com preço ainda não definido. A linha atual parte de R$ 63.990. 

O que mudou

Algo inédito no evento brasileiro, o lançamento simultâneo foi feito pelo diretor mundial de vendas e marketing da fabricante, Takeshi Asano. "Essa versão é o que há de mais próximo da moto campeã mundial", gabou-se o executivo durante o discurso. Segundo ele, a ZX-10R 2016 foi aprimorada "usando as experiências vitoriosas nas pistas".

Doni Castilho/Infomoto
Kawasaki Ninja ZX-10R 2016 no Salão Duas Rodas: apresentação no Brasil ocorreu apenas quatro horas após superesportiva ser mostrada na Europa Imagem: Doni Castilho/Infomoto
Embora o visual não tenha mudado tanto, exceto pela carenagem maior e mais larga, o modelo recebeu mudanças diversas alterações mecânicas, para apresentar um desempenho ainda mais condizente com a de uma motocicleta que tem o DNA das competições.

O garfo telescópico invertido na suspensão dianteira traz agora um depósito de nitrogênio, tecnologia usada pela primeira vez em uma moto de série e que, segundo a Kawasaki, garante mais conforto e precisão. A balança traseira foi alongada, a fim de melhorar estabilidade em frenagens e acelerações. O chassi ficou mais leve, passando para 206 kg em ordem de marcha na versão com freios ABS (antitravamento).

Motor e câmbio também estão aprimorados: O primeiro, de 998 cm³, refrigeração líquida e 16 válvulas, produz agora 210 cv de potência (a 13.000 rpm), contra 200 cv da ZX-10R atual; já o último adotou auxílio eletrônico que permite troca de marchas sem acionar a embreagem.

Acelerador eletrônico (que permitiu a adoção de diferentes mapas e ajustes de freio-motor), controle de tração (munido de sensores que leem o comportamento da moto em cinco eixos) e assistente de largada (ideal para quem disputa corridas em circuito fechado) completam o pacote e ajudam a deixar a nova Ninja ZX-10R no mesmo nível de rivais recém-modeladas, como a BMW S 1000 RR e Yamaha YZF-R1, também mostradas no salão.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Topo