Topo

Salão de Xangai

Chineses mergulham na onda "SUV-cupê"; veja 10 que estão no Salão de Xangai

Newspress
Imagem: Newspress

Leonardo Felix

Do UOL, em Xangai (China)

28/04/2017 08h00

O Brasil vem sentindo na pele o crescimento da onda SUV. Na China, atual maior mercado automotivo do mundo, os utilitários esportivos passaram a dominar espantosamente as vendas nos últimos anos e já representam mais de 40% dos emplacamentos de automóveis de passeio no país.

Em números absolutos, estamos falando de 8 milhões de unidades anuais, cerca de quatro vezes o tamanho total do mercado brasileiro. 

Com tanta demanda, é óbvio que a concorrência acaba ficando acirrada. Isso tem levado as montadoras a apelar a algumas excentricidades estéticas para criar produtos mais, digamos... chamativos.

Assim, UOL Carros constatou que a tendência dos "SUVs-cupês", inaugurada pelo polêmico BMW X6 há alguns anos, ganhou força na edição 2017 do Salão de Xangai.

Sejam utilitários de porte pequeno, médio ou grande, de marcas nacionais ou estrangeiras, fato é que os modelos com carroceria mesclada existem para chamar atenção sem cerimônias. Destacamos cinco que são exibidos na mostra:

SUVs-Cupês de Xangai

  • Newspress

    Chevrolet FNR-X

    Descrito como "um veículo para todos os propósitos", o compacto-médio (porte de um Volkswagen Tiguan) é elétrico plug-in (recarregável em tomada) e tem suspensões adaptativas, que ficam mais baixas conforme a velocidade aumenta, a fim de melhorar eficiência aerodinâmica e poupar energia. Visual dianteiro tem um quê de Camaro, enquanto linha de cintura elevada e teto fluido são soluções bastante genéricas entre os SUVs-cupês. Portas usam abertura estilo suicida (algo que dificilmente seria mantido na versão de produção), enquanto traseira remete ao Toyota C-HR.

  • Newspress

    Audi e-tron Sportback

    Protótipo com jeitão de sedã, o Audi e-tron Sportback Concept antecipa um futuro elétrico a ser lançado em 2020, sob a possível alcunha Q6. Modelo é mais um confirmado pelo grupo Volkswagen a utilizar a plataforma modular MEB, dedicada exclusivamente a veículos propulsionados eletricamente. Diferentemente da maioria dos SUVs-cupês, o e-tron Sportback possui traseira esculpida de maneira bastante harmoniosa e sem exageros de traços. Dianteira conta com elementos já vistos no conceito Q8.

  • Newspress

    Volkswagen ID Crozz

    O ID Crozz é terceiro membro da família conceitual ID (os outros dois são "ID" e "ID Buzz"), que em 2020 dará origem a uma gama inteira de carros elétricos da Volkswagen -- base é a mesma do Audi e-tron Sportback Concept, citado acima. Munido de dianteira minimalista e traseira que lembra muito, vejam só, o Mercedes-Benz GLC Coupé, o estudo utiliza dois motores elétricos (um de 204 cv no eixo traseiro; outro de 102 cv alimentando as rodas da frente, totalizando 306 cv). Autonomia estimada é de 500 quilômetros e porte, similar ao do novo Tiguan.

  • Newspress

    Skoda Vision E

    Outra marca do grupo VW a aproveitar a era da eletrificação será a Skoda. Também sobre a plataforma MEB, a montadora tcheca preparou para o salão chinês o Vision E Concept, que antecipa o primeiro modelo 100% verde de sua história. Dotado de vincos e cortes dispostos em doses homeopáticas e sóbrias, o esboço se notabiliza justamente pela fluidez da carroceria limpa aliada ao contraste das "veias" que dão aspecto de cristal ao conjunto óptico.

  • Leonardo Felix/UOL

    Toyota Way

    Foi ao Salão de São Paulo, em novembro de 2016? Então certamente viu esse rostinho bonito de perto. Estamos falando de um protótipo para a configuração chinesa do Toyota C-HR, apresentado em Xangai como "Way Concept". Só que há pequenas mudanças estéticas, que deixam visual mais limpo e próximo ao do atual Corolla Hybrid. Por que essas diferenças? Porque é provável que a Toyota venda os dois C-HR no gigante país asiático. O original, em joint-venture com a GAC, e o derivado deste esboço, vendido em parceria com a FAW.

  • Newspress

    Haval HB-03

    Linha exclusiva de SUVs pertencente à marca chinesa Great Wall, a Haval não teve pudor em beber escancaradamente de diversas fontes para criar o HB-03 Concept. Visto de frente, os traços cada vez mais reconhecíveis da marca são agradáveis e elegantes. Já a traseira... basicamente, os desenhistas imaginaram o caimento de um X6 com lanternas de Jaguar. Mas não subestime o modelo: propulsão híbrida conta com motor a combustão 1.5 turbo e outro elétrico montado sobre o eixo traseiro, alcançando 272 cv e 45,8 kgfm de torque. Autonomia em modo 100% elétrico é de 65 quilômetros.

  • Leonardo Felix/UOL

    Wey Pi4 VV7X

    Outra subsidiária da Great Wall, a recém-fundada Wey revelou o protótipo de SUV-Cupê elétrico Pi4 VV7X, que deve entrar em produção até o fim de 2019 para roubar clientes de Jaguar I-Pace e Audi e-tron Sportback. Visual traz uma miscelânea de inspirações: na frente, faróis mesclam elementos de Audi e Kia, enquanto grade remete diretamente à Lexus. Traseira também apresenta caimento do teto e tampa de porta-malas tipo "notchback anabolizado", tal qual o X6, além de lanternas e paralelograma da placa inspirados em BMW e Jaguar.

  • Leonardo Felix/UOL

    Chery Tiggo Sport Coupé SUV

    Um dos carros mais legais do Salão de Xangai -- e não estamos falando só entre as marcas chinesas -- é o conceito Tiggo Sport Coupé SUV (cujo nome já denuncia sua proposta), que deve originar uma plataforma inteiramente nova para SUVs e sedãs. Modelo representa busca por uma identidade visual própria da fabricante, além de ingressar a marca na era dos carros elétricos e inteligentes.

  • Newspress

    Roewe Vision E

    Já pudemos perceber que Roewe Vision E compartilha com o Skoda Vision E o nome e também a filosofia dos SUVs-cupês. Mas fica só nisso: diferentemente do modelo tcheco, o Vision E chinês possui formato de carroceria quase de uma berlineta. Faróis em LED, grade ampla, portas suicidas que excluem coluna B, bancos com couro Nappa e uma suntuosa central multimídia são os itens mais chamativos. Quando ganhar vida, usará dois propulsores elétricos, terá autonomia de 500 quilômetros e permitirá recarga rápida de 15 minutos para 80% da bateria de íon-lítio.

  • Newspress

    Luxgen 5

    Marca de origem taiwanesa, a Luxgen apresenta em Xangai um modelo batizado com o singelo número 5. SUV-cupê ostenta uma excêntrica pintura azul com contornos dos vidros (e parte do porta-malas) em preto, teto em amarelo cítrico e barras longitudinais em verde limão. Como não ser atraído a olhar, por mais bizarro que pareça? Embora traseira mescle algo de BMW e Volvo, dianteira é predominantemente francesa, até porque modelo utilizará motores da Peugeot-Citroën.

Mais Salão de Xangai