Kawasaki Ninja H2, R$ 120 mil, tem forma de avião e anda forte; assista

Aldo Tizzani

Da Infomoto, especial para o UOL

E que tal deixar o desempenho de uma moto superesportiva ainda mais estúpido? Esta é a estratégia da Kawasaki com o lançamento da superesportiva Ninja H2, com seu motor quatro-cilindros de 1.000 cc sobrealimentado por compressor. Os detalhes são apresentados por Aldo Tizzani, editor da Infomoto, neste vídeo exclusivo para UOL Carros.

Há ainda a tecnologia de avião, com projeto da divisão aeroespacial da Kawasaki, para que a Ninja H2 revolucione em uso e estilo: o farol é um único canhão de luz central; as formas que lembram faróis tradicionais são tomadas de ar; "asas" seguram os retrovisores. Até a pintura é diferente, oscilando entre prateado e preto conforme a luz.

Como apontado anteriormente, a Kawasaki ignora qualquer menção à palavra crise, e aposta em renovação total da linha no Brasil, H2 à frente. O modelo de R$ 120 mil supera a ZX-10R: seus 210 cv -- já com atuação do sistema de indução de ar -- são obtidos mais cedo, a 11.000 rpm. Já o torque máximo é de 13,6 kgfm, a 10.500 giros. Tudo graças ao compressor centrífugo (supercharger).

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos