Topo

Avaliação

#Avaliação: Ford Fiesta muda para reagir ao Polo. É suficiente?

UOL Carros

11/12/2017 18h10

Dois novos (e fortes) hatches compactos premium foram lançados este ano (Fiat Argo e Volkswagen Polo) e a Ford não poderia ficar para trás: era preciso se mexer e promover alterações no Fiesta, seu representante desta categoria -- e um dos precursores deste segmento, diga-se. Embora tenha uma geração completamente nova na Europa, a marca preferiu fazer mudanças no carro produzido por aqui. Em resumo, modelo recebeu basicamente uma leve atualização visual e reorganização na gama de versões, reduzindo, inclusive, o número de configurações capazes de receber o consagrado (na Europa) motor 1.0 EcoBoost. Por não possuir uma versão "pelada" de entrada com Polo e Argo, que começam suas gamas com valores menores de R$ 50 mil, o Fiesta já começa a briga no patamar do meio, com preço inicial de R$ 56.690 -- não que isso seja ruim, afinal o Ka faz a função de modelo de entrada até esse valor. A versão avaliada é a mais cara da linha (R$ 75.190) e utiliza o motor 1.6 Sigma TiVCT de aspiração natural, com duplo comando de válvulas, 128/125 cv e 16/15,8 kgfm de torque (etanol/gasolina). Veja como ficou, como anda e o que tem de equipamentos em nossa avaliação.

Comunicar erro

Mais Avaliação