UOL Carros

16/06/2009 - 09h56

GM acerta acordo para vender Saab à sueca Koenigsegg

De Veronica Ek e Sven Nordenstam
De Estocolmo
A sueca Koenigsegg, fabricante de alguns dos carros esportivos mais rápidos e caros do mundo, firmou um acordo para comprar a deficitária Saab Automobile, unidade da General Motors, anunciaram as companhias nesta terça-feira (16).

Em uma das mais improváveis parcerias na história do setor automotivo, a pequena montadora de carros esportivos, que tem 45 funcionários, deve adquirir a companhia que emprega cerca de 3.400 pessoas e possui uma marca que se tornou ícone nacional de estabilidade e confiabilidade na Suécia.

A GM na Europa informou em seu site que o acordo, que deve ser concluído até o final do terceiro trimestre, inclui um financiamento de US$ 600 milhões do Banco de Investimento Europeu, que será garantido pelo governo sueco. Outros termos do acordo não foram revelados.

"Suporte adicional deve ser fornecido pela GM e o Koenigsegg Group AB deve financiar as operações da Saab e os investimentos do programa de produtos. Isso inclui planos de lançar vários novos produtos que estão em estágio final de desenvolvimento", afirmou a GM na Europa.

No ano passado, a Koenigsegg fabricou 18 carros, enquanto a Saab produziu 93 mil.

"Não há economias de escala entre a Saab e a Koenigsegg. Isso envolve uma constelação de compradores que provavelmente têm interesses diferentes na GM", disse Mikael Wickelgren, especialista do mercado automotivo da Universidade de Skovde. "A lógica da operação será no especial e no único, caso contrário não consigo entender esse acordo."

A Koenigsegg é apoiada pelo empresário norueguês Bard Eker, cuja companhia detém 49% da montadora.

Haldora von Koenigsegg, porta-voz da companhia e esposa do fundador da empresa, informou que um memorando de entendimento foi assinado, mas não quis dar mais detalhes.
Fale com UOL Carros

SALOES