UOL Carros

21/05/2009 - 08h00

Fiat vê mais de 50% de chance de sucesso em oferta por Opel

Em Milão
O presidente da Fiat acredita que há mais de 50% de chance de a empresa ser bem sucedida em sua oferta pela Opel, acrescentando que os outros interessados na montadora não têm a expertise para salvar a empresa alemã, segundo informação publicada pelo jornal italiano "La Stampa".

A Fiat apresentou oficialmente sua proposta pelo braço europeu da General Motors na quarta-feira (20), como parte de um plano ambicioso para criar a segunda maior montadora do mundo, atrás apenas da Toyota Motors. A oferta da Fiat inclui a marca britânica da GM, a Vauxhall.

As duas outras companhias interessadas são o grupo austro-canadense de autopeças Magna e a holding industrial RHJ International. A Magna tem reforço da montadora russa GAZ.

Em reunião privada com membros da família Agnelli na quarta-feira, o presidente-executivo da Fiat, Sergio Marchionne, expressou confiança no sucesso da oferta do grupo italiano. "A Fiat tem mais de 50% de chance de sucesso em sua oferta pela Opel", disse o executivo.

A família Agnelli fundou a Fiat há mais de 100 anos e ainda mantém participação de controle no grupo. Os Agnellis também controlam o La Stampa.

"No final das contas, a nossa é a única oferta que tem real conteúdo e senso industrial. As outras ou não têm visão produtiva ou são basicamente financeiras e temos visto com a Cerberus, o fundo de investimento que controla a Chrysler, quão fracas essas soluções podem ser", disse ele.

A Fiat entrou em acordo de parceria com a Chrysler que pode resultar eventualmente na montadora italiana sendo acionista majoritária na empresa dos EUA. (por Stephen Jewkes e Gilles Castonguay)
Fale com UOL Carros

SALOES