UOL Carros

29/01/2009 - 11h38

Ford torra US$ 5,5 bilhões para segurar-se em meio à crise

Em Detroit (EUA)
A Ford Motor divulgou nesta quinta-feira (29) um prejuízo líquido trimestral maior que o esperado, gastando US$ 5,5 bilhões de capital em sua divisão automotiva por enfrenta a crise global da indústria. O prejuízo líquido da montadora cresceu para US$ 5,88 bilhões no quarto trimestre, ou 2,46 dólar por ação, ante perda um ano antes de US$ 3,06 bilhões, ou 1,13 dólar por ação. No ano, as perdas somadas chegam a US$ 14,6 bilhões -- recorde negativo da empresa.

A montadora informou prejuízo excluindo itens extraordinários de US$ 3,27 bilhões, ou perda equivalente a 1,37 dólar por ação. Analistas, em média, esperavam prejuízo de 1,23 dólar por ação. A Ford fechou o quarto trimestre com receita total de US$ 29,2 bilhões.

A Ford informou que vai sacar recursos de linha de crédito disponível de US$ 10,1 bilhões por causa da crise dos mercados de capitais. A montadora divulgou que tem liquidez suficiente para financiar sua reestruturação sobre as condições atuais sem precisar recorrer a um empréstimo-ponte junto ao governo norte-americano.

GENERAL MOTORS
A montadora General Motors recebeu quarta-feira (28) a segunda parte do empréstimo de US$ 9,4 bilhões concedido pelo governo dos Estados Unidos, segundo documento divulgado no site do departamento do Tesouro.

A GM havia embolsado a primeira parte do empréstimo -- US$ 4 bilhões -- no dia 31 de dezembro. Agora, o montante liberado para a montadora foi de US$ 5,4 bilhões, no dia 21 de janeiro, indica o Tesouro. O dinheiro faz parte do plano de resgate financeiro aprovado pelo Congresso americano em outubro do ano passado.

Compartilhe:

    Fale com UOL Carros

    SALOES