UOL Carros

12/06/2006 - 17h00

"Carros" fica em primeiro lugar nos EUA no fim de semana de estréia

Por Lisa Baertlein

LOS ANGELES (Reuters) - "Carros", o mais recente desenho animado da Walt Disney Co. e da Pixar Animation Studios, ficou em primeiro lugar nas bilheterias da América do Norte neste final de semana, arrecadando 62,8 milhões de dólares com a venda de ingressos. Mas a produção não se saiu tão bem quanto previam alguns especialistas do setor.

Apesar de o filme ter arrecadado mais que a previsão de 60 milhões de dólares feita pelo Deutsche Bank, ele não conseguiu cumprir a expectativa de igualar ou superar a marca de 70 milhões de dólares atingida por "Os Incríveis" e "Procurando Nemo" -- os dois filmes de maior arrecadação da Disney-Pixar.

"As pessoas estavam imaginando que ele seria semelhante a 'Nemo' ou a 'Os Incríveis'. Digamos que se trata de uma estréia sólida", disse Paul Dergarabedian, presidente da Exhibitor Relations Co. Inc., que divulgou no domingo as estimativas sobre o lançamento.

Dergarabedian acrescentou que "Carros", lançado junto com uma grande campanha publicitária e cujo personagem principal é um carro de corrida chamado Lightning McQueen, enfrenta o desenho de animação "Os Sem-Floresta", que arrecadou 10 milhões de dólares no final de semana passado.

Chuck Viane, presidente de distribuição da Disney, espera que "Carros" ultrapasse a barreira dos 100 milhões de dólares no próximo final de semana.

"Acho que vamos caminhar bastante", afirmou Viane, acrescentando que a distribuição internacional do filme havia sido adiada para depois do final da Copa do Mundo, no dia 9 de julho.

"Carros", que conta com as vozes de Owen Wilson, Paul Newman, Bonnie Hunt e Richard Petty (um ícone das corridas de automóvel) na versão legendada, é a primeira colaboração da Disney-Pixar desde que a Disney comprou a Pixar, em janeiro, por 7,4 bilhões de dólares.

O filme narra a história de Lightning McQueen, que aprende importantes lições de vida ao realizar uma parada forçada em uma pacata cidade, e é dirigido por John Lasseter, cuja produção "Toy Story 2" faturou 57,4 milhões de dólares na estréia.

"Os Incríveis", que conta as aventuras de uma família de super-heróis, chegou aos cinemas da América do Norte arrecadando 70,5 milhões de dólares. O filme "Procurando Nemo", sobre a vida de um peixinho, estreou com 70,3 milhões de dólares e gerou a maior arrecadação da Disney-Pixar -- mais de 865 milhões de dólares em todo o mundo.

O líder de bilheterias da semana passada, "Até que o Casamento nos Separe", uma comédia romântica estrelada por Jennifer Aniston e Vince Vaughn, ficou com o segundo lugar na arrecadação de sexta a sábado, com 20,5 milhões de dólares, segundo a Exhibitor Relations.

'X-MEN' CRUZAM A LINHA

"X-Men: O Confronto Final", filme baseado nos quadrinhos da Marvel e estrelado por Hugh Jackman e Halle Berry, terminou o final de semana em terceiro lugar, com 15,6 milhões de dólares, elevando para 201,7 milhões de dólares seu faturamento total e se transformando no primeiro filme do ano a ultrapassar a casa dos 200 milhões.

O lançamento da 20th Century Fox "A Profecia", um filme de terror lançado no dia 6 de junho passado, bateu o recorde de maior faturamento nos EUA a estrear em uma terça-feira. A refilmagem trata de um garoto chamado Damien Thorn, filho do demônio que carrega marcado no corpo o número 666 -- para os cristãos, o número do demônio. A produção faturou 15,5 milhões de dólares no final de semana.

"Os Sem-Floresta", da DremWorks Animation SKG., maior rival da Disney-Pixar, caiu de terceiro para quinto lugar no final de semana, ficando com 10,3 milhões de dólares, perto de "O Código Da Vinci", agora em sexto lugar.

Na seara dos filmes independentes, "A Prairie Home Companion", do diretor Robert Altman, faturou 4,7 milhões de dólares em 760 cinemas, ficando em sétimo lugar.

Compartilhe:

    Fale com UOL Carros

    SALOES