UOL Carros

18/04/2006 - 17h00

Irã suspende projeto de carro da Renault

TEERÃ (Reuters) - O Irã suspendeu um projeto de joint-venture para produzir o L90, ou Logan, com a fabricante de automóveis francesa Renault na república islâmica, disse uma autoridade na terça-feira.

Segundo analistas, a medida seria mais um golpe para o investimento estrangeiro no Irã, visto como crucial para criar empregos para a população jovem do país. Também acontece em uma época de crescente tensão internacional sobre o programa nuclear iraniano.

Uma disputa sobre a exportação do carro parece estar no centro do impasse.

"O ministro das Indústrias e Minas do Irã ordenou a suspensão do projeto L90 até que a companhia Renault considere a opinião do ministério com relação ao projeto", disse Mohammad Karimi, um porta-voz do ministério.

Um funcionário envolvido no projeto L90 disse que a Renault havia aceitado que 60 por cento do carro fosse construído no Irã, que a plataforma do veículo possa ser utilizada para construir outros modelos e que o L90 não desfrutaria de um monopólio na sua classe de carros no Irã.

Mas ele disse: "o principal problema continua onde o Irã quer ter uma parte dessas exportações da companhia".

A Renault disse que estava trabalhando com o Irã para encontrar uma solução para a disputa.

"O governo (iraniano) quer colocar ênfase nas exportações, estamos estudando juntos todas as soluções possíveis", disse o porta-voz da Renault Stephane Farhi à Reuters.

A Renault disse que havia criado uma joint-venture com um parceiro iraniano para produzir o L90 no Irã a partir de 2006.

O L90 é mais conhecido como "Logan", um carro que a Renault já fabrica na Romênia e que faz parte de sua estratégia para incentivar as vendas em mercados emergentes.

(Por Parissa Hafezi, com reportagem adicional de Edmund Blair em Teerã e Nick Antonovics em Paris)

Compartilhe:

    Fale com UOL Carros

    SALOES