UOL Carros

07/12/2005 - 15h39

Ford pode cortar 30 mil empregos na América do Norte, diz jornal

DETROIT (Reuters) - O plano de reestruturação que a Ford Motor Co anunciará no próximo mês para restaurar a lucratividade de suas operações norte-americanas será mais agressivo do que muitos analistas esperavam, afirmou o Detroit News nesta quarta-feira.

A publicação citou fontes que têm conhecimento do plano e que informaram que a companhia vai cortar até 30 mil postos de trabalho na América do Norte dentro de 5 anos, e fechar pelo menos 10 fábricas de montagem e produção de componentes.

O chairman e presidente-executivo da Ford, Bill Ford Jr., informou que o plano vai incluir "fechamentos significativos de fábricas" e não deu mais detalhes. A extensão da reestruturação tem sido objeto de ampla especulação.

O Conselho de Administração da Ford deve rever as partes do plano de reestruturação durante uma reunião de dois dias que começa nesta quarta-feira.

O vice-presidente executivo da companhia encarregado pelas operações na América do Norte, Mark Fields, informou a empregados na sexta-feira que o plano de reestruturação ainda não tinha sido finalizado.

Além do fechamento de fábricas e demissão de operários, o Detroit News informou que a segunda maior montadora dos Estados Unidos vai anunciar a saída de até sete importantes executivos nas próximas semanas.

Gerald Bantom, vice-presidente da organização sindical United Auto Workers, encarregado das negociações com a Ford, disse a repórteres na terça-feira que o plano da montadora deve ser revelado em 23 de janeiro.

Assim como sua rival de maior porte General Motors, a Ford tem visto suas margens serem espremidas por custos com planos de saúde e matérias-primas cada vez maiores, além de uma redução de sua participação de mercado nos Estados Unidos. Até agora neste ano, a Ford acumula prejuízo de 1,4 bilhão de dólares antes de impostos.

No mês passado, a Ford informou que planejava cortar 4 mil postos de trabalho, ou 10 por cento de seus quadros na América do Norte.

Compartilhe:

    Fale com UOL Carros

    SALOES