UOL Carros

24/10/2005 - 14h36

Volkswagen e DaimlerChrysler estudam projetos conjuntos

FRANKFURT (Reuters) - Volkswagen e DaimlerChrysler, a quarta e a quinta maiores fabricantes de veículos do mundo, estão negociando uma série de projetos conjuntos, disse o presidente-executivo da Volkswagen a uma revista.

"Temos discutido essas questões desde 2001", disse Bernd Pischetsrieder à Auto Motor und Sport, em uma entrevista divulgada antes da publicação da revista alemã na quarta-feira.

"Equipes estratégicas de ambos os lados estão agora discutindo uma lista de vários projetos", acrescentou o executivo, deixando claro que a Volks não irá cooperar com a DaimlerChrysler em nenhuma área que possa competir contra sua marca Audi.

Pischetsrieder disse há quase duas semanas que a Volks estava discutindo com a DaimlerChrysler potenciais parcerias além dos atuais planos para a fabricação de um modelo de van para o mercado da América do Norte.

"Espero que o projeto da van que estamos discutindo possa ser assinado e fechado este ano", disse o executivo. "E por que não considerar, por exemplo, um acordo de cooperação com a Dodge no Polo (da Volks)?"

Pischetsrieder afirmou que cooperação em um carro subcompacto não significa que os dois modelos tenham de ser fabricados a partir da mesma plataforma e destacou que eles podem surgir de modelos muito diferentes.

"Se você realmente quer obter independência máxima em uma parceria, então você tem de abrir todo seu kit de ferramentas para o parceiro", ele disse. "Não faremos isso apenas se tivermos contrato para um carro. Nossa meta para a DaimlerChrysler é um acordo básico como o fechado com a Porsche."

A Porsche se tornou a maior acionista da Volkswagen acumulando participação de aproximadamente 19 por cento. As duas empresas negociam acordo administrativo que estreita os laços entre as companhias, que já trabalham juntas na produção de utilitários esportivos.

Pischetsrieder disse que um projeto conjunto com a DaimlerChrysler na fabricação de vans como a Mercedes Sprinter e a VW LT é um exemplo perfeito de como esses vínculos podem ser trabalhados.

"A entrega pela Volkswagen de 120 mil motores a diesel por ano para o grupo DaimlerChrysler também é um passo a mais", acrescentou.

Questionado se a Volks procura mais parcerias, ele disse que "essas duas satisfazem, e isto não tem nada a ver com a Germany Inc, caso alguém tenha essa impressão errada", referindo-se ao sistema de vínculos entre empresas alemãs para protegê-las de aquisições hostis.

(Com reportagem adicional de Christiaan Hetzner)

Compartilhe:

    Fale com UOL Carros

    SALOES