UOL Carros

11/10/2005 - 17h07

Volks volta em Taubaté mas greve continua em duas unidades

SÃO PAULO (Reuters) - A greve dos funcionários da Volkswagen prossegue em duas das fábricas da montadora em São Paulo. A unidade de Taubaté voltou ao trabalho nesta terça-feira, após um acordo com a direção da companhia que agradou os empregados.

Conforme o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, os 5.500 funcionários de Taubaté decidiram encerrar a greve porque a fábrica estabeleceu uma "meta de produtividade capaz de ser atingida". Se baterem a produção de 210.058 veículos recebem participação nos lucros de 5.125 reais.

Nas outras duas o impasse continua. Em São Carlos, em assembléia realizada à tarde, os metalúrgicos rejeitaram a proposta da Volks de 3.600 reais em participação nos resultados, mediante o cumprimento de meta de 385 mil motores. Não há nova assembléia marcada.

Na fábrica de São Bernardo, os trabalhadores voltam a se reunir às 8h de quinta-feira, mas a Volks informa que não há nova proposta na mesa. A montadora oferece uma participação base de 5 mil reais, com meta de produção de 208 mil veículos.

Para os metalúrgicos, não há como alcançar essa meta neste ano e isso reduziria a participação nos lucros a 4.500 reais. Além disso, o sindicato afirma que a Volks vai descontar, em média, 404 reais pelos nove dias parados. Nesse período, segundo a Volks, a unidade deixou de produzir 8.500 veículos. (Por Marcelo Mota)

Compartilhe:

    Fale com UOL Carros

    SALOES