UOL Carros

01/06/2009 - 19h13

Conheça a história da General Motors, década a década

Da Redação
ÁLBUM DE FOTOS
Divulgação
CARROS DAS MARCAS GM
A General Motors pediu concordata nos Estados Unidos nesta segunda-feira (1), na terceira maior quebrade uma empresa daquele país em todos os tempos.

Veja, no quadro abaixo, um histórico da companhia, que se tornou centenária em 2008, e clique na foto ao lado para ver um álbum com fotos de mais de 50 modelos das marcas Buick, Cadillac, Chevrolet, Hummer e Saturn, todas do grupo General Motors.

DÉCADA A DÉCADA, A HISTÓRIA DA GENERAL MOTORS

1900 / 1910 16 de setembro de 1908 - A General Motors Company é fundada por William Durant (foto), incorporando a Buick e depois a Cadillac; 1909 - A GM vende 25 mil carros e picapes e compra a Cadillac; 1910 - Grupo GM cresce, assim como as vendas, mas dívida sobe e Durant é derrubado.
1911 / 1920 1911 - Ignição elétrica estreia num Cadillac modelo 1912; 1915/16 - GM integra General Motors Corp. Durant cria a Chevrolet e reassume controle da GM; 1917/19 - GM direciona a produção de picapes e veículos pesados para o esforço de guerra; financeira GMAC é criada. 1920 - Durant deixa a GM; grupo segmenta seus produtos em cinco marcas (Buick, Chevrolet, Pontiac, Oldsmobile e Cadillac) com públicos-alvo diferentes.
1921 / 1930 1921 - GM detém 12% do mercado automotivo dos Estados Unidos; 1923 - Alfred P. Sloan vira presidente da empresa; 1925 - GM começa a operar no Brasil (foto), onde estabelece a marca Chevrolet; entra também na Argentina, Alemanha e França, e compra a britânica Vauxhall; 1929 - GM compra a alemã Adam Opel AG.
1931 / 1940 1937 - Greves violentas (foto) dos horistas da GM em Flint, cidade natal da companhia, consolidam poder sindical do United Auto Workers (UAW).
1941 / 1950 1941 - Fatia de mercado da GM nos EUA sobe a 41%; Cadillacs estreiam ar-condicionado; 1942 - Produção de veículos civis é parada para dar lugar ao esforço de guerra; 1945/46 - Trabalhadores fazem greve de 113 dias; 1948 - Primeiros motores V8 introduzidos em Oldsmobiles e Cadillacs; 1949 - GM compra a empresa de bondes de Los Angeles (foto) e passa a ser acusada de sistematicamente, desde os anos 1920, adquirir empresas do setor em várias cidades, para desmontá-las e aumentar o uso de ônibus -- a GM foi condenada uma vez, em Los Angeles.
1951 / 1960 1954 - Participação de mercado da GM nos EUA chega a 54%, e companhia chega ao carro nº 50 milhões; 1956 - Sloan se aposenta; 1959/60 - GM lança o Chevrolet Corvair (foto), modelo menor que enfretaria os compactos europeus; o carro é alvo de críticas quanto à segurança, o que provoca audiências sobre essa questão no Congresso dos EUA.
1961 / 1970 1964 - Lançado o primero Malibu; 1966 - Os muscle cars Chevrolet Camaro (foto) e Pontiac Firebird são lançados para enfrentar o Ford Mustang; 1967 - GM chega a seu carro de número 100 milhões; 1969/71 - Nave Apolo 11 chega à Lua com um sistema de navegação da GM e o veículo lunar da Apolo 15 é feito pela companhia.
1971 / 1980 1979 - GM fecha a década com mais de 618 mil empregados nos EUA, e cerca de 853 mil em todo o mundo; são registrados tropeços, como a crise do petróleo, o avanço das marcas japonesas e uma queda nas vendas; 1980 - Roger Smith vira presidente da GM, num ano em que a companhia perde US$ 750 milhões com a queda nas vendas de carros e picapes.
1981 / 1990 1983 - GM firma com a Toyota joint-venture para construir carros na Califórnia, ao mesmo tempo que anuncia a criação da Saturn (foto) para enfrentar os orientais; GM fatura US$ 3,7 bilhões; 1984/85 - GM adquire empresas fora do setor automotivo e amplia seus lucros; Saturn é fundada; 1986/87 - Companhia anuncia plano de fechar 11 fábricas, mas atinge pico de 877 mil empregados; acordo com o UAW só permite fechamento de fábricas se vendas de seus produtos caírem. 1989 - GM atende a regras federais e equipa cerca de 15% de seus carros com airbags para motorista, culpando o equipamento por aumento de preços; 1990 - Roger Smith é substituído por Robert Stempel; lançada a marca Saturn; lucros desabam para US$ 102 milhões; surge o carro elétrico Impact, que deu origem ao EV1, descontinuado em 2003 -- medida que gerou duras críticas à companhia pelo suposto desprezo ao meio-ambiente.
1991 / 2000 1991 - GM sofre perda recorde de US$ 4,45 bilhões e anuncia fechamento de fábricas e cortes de empregos; 1992 - Stempel perde poder e depois renuncia, substituído por Jack Smith; 1996/97 - Empresas não-automotivas são separadas do grupo; 1998 - Greve em duas fábricas de Michigan paralisam a produção em todo o país; 1999 - GM compra a marca Hummer; 2000 - Rick Wagoner (foto), que presidiu a GM do Brasil, assume a chefia global do grupo.
2001 / Hoje 2002 - GM gasta US$ 252 milhões por participação de 42% na falida Daewoo; 2003/04 - GM desfaz-se de negócios na área de defesa e eletrônicos, e encerra produção da Oldsmobile; 2006 - Começam demissões e aposentadorias voluntárias; aliança com grupo Renault-Nissan é rejeitada; 2007 - GM perde US$ 38,7 bilhões, um recorde da indústria; participação no mercado cai a 23,7%; 2008 - Alta no preço da gasolina e queda nas vendas de veículos de grande porte afetam negócios automotivos e atingem fortemente a GM; Hummer (foto à esq.), que fabrica utilitários beberrões, é posta à venda; crise financeira global, em outubro, piora situação do setor automotivo; em dezembro, GM afirma precisar de US$ 18 bilhões para se manter operante, e recebe US$ 13,4 bilhões do governo dos EUA; 2009 - O novo presidente dos EUA, Barack Obama (foto à dir.), exige um plano de reestruturação da GM; no dia 29 de março, Wagoner cai do poder na GM por ordem de Obama, e é substituído por Fritz Henderson; GM tem prazo até junho para mostrar-se viável, com ou sem concordata; hoje, 1º de junho de 2009, a GM pede concordata.

Compartilhe:

    Fale com UOL Carros

    SALOES